SÃO JOSÉ, SEGUNDO SANTA TERESA DE JESUS

Fonte: FSSPX México – Tradução: Dominus Est

Santa Teresa de Jesus sempre se encomendou a São José, e por isso falou muito do Santo Padroeiro da Igreja Universal, e foi grande devota dele.

1 – E tomei por advogado e senhor ao glorioso São José e me encomendei muito a ele. Vi com clareza que, tanto desta necessidade como de outras maiores, de perder a fama e a alma, esse pai e senhor meu me livrou melhor do que aquilo que eu sabia pedir. Não me lembro até hoje de haver-lhe suplicado nada que não me tenha concedido (V 6, 6).

É coisa que espanta as grandes mercês que me fez Deus por meio deste bem-aventurado santo, e dos perigos de que me livrou, tanto de corpo como de alma; que a outros santos parece que lhes deu o Senhor graça para socorrer em uma necessidade; mas a este glorioso santo tenho experiência de que socorre em todas, e quer o Senhor nos dar a entender, que assim como a ele esteve submetido na terra, pois como tinha nome de pai, sendo guardião, nele podia mandar, assim no céu faz o quanto lhe pede.

2.- E isso comprovaram algumas pessoas, às quais eu dizia que se encomendassem a ele, também por experiência; e ainda há muitas que começaram a ter-lhe devoção, havendo experimentado esta verdade (V 6, 6).

3.- Procurava eu celebrar a sua festa com toda a solenidade que podia, mais cheia de vaidade que de espírito, querendo que se o fizesse bem e com muitos detalhes, ainda que com boa intenção (V 6, 7).

4.- Queria eu persuadir a todos que fossem devotos desse glorioso santo, pela grande experiência que tenho dos bens que alcança de Deus. Não conheci ninguém que lhe tenha verdadeira devoção e lhe faça serviços especiais, que não se veja mais beneficiado na virtude; pois ajuda muito às almas que a ele se encomendam (V 6, 7).

5.- Creio que já faz alguns anos que no dia de sua festa lhe peço uma coisa e sempre a vejo cumprida; se a petição vai um pouco torta, ele a endereça para mais beneficiar-me (V 6, 7).

6.- Quem não encontrar mestre que o ensine a orar, tome este glorioso santo por mestre e não errará o caminho. Não queira o Senhor que tenha eu errado atrevendo-me a falar dele; porque ainda que é fato público que sou sua devota, em serví-lo e imitá-lo sempre falhei. Pois ele fez, como quem é, que eu pudesse me levantar e não estar aleijada; e eu, como quem sou, usando mal esta mercê (V 6,8).

6.- Não me fartava de dar graças a Deus e ao pai meu São José, que me pareceu que ele o havia traído, porque Frade Pedro era Comissário Geral da Custódia de São José, a quem me encomendava muito, e a Nossa Senhora (V 3, 7).

7.- Um dia, depois de comungar, Sua Majestade me mandou com muita insistência que eu tentasse com todas as minhas forças, e me fez grandes promessas de que se faria o monastério, e que Deus se glorificaria muito nele, e que seu título fosse de São José, que ele nos ampararia em uma porta e Nossa Senhora na outra (V 32, 11).

8.- Uma vez estava num apuro do qual não sabia como sair, pois não tinha dinheiro para pagar a uns pedreiros, e me apareceu São José, meu verdadeiro pai e senhor, e me disse que não faltaria dinheiro e que eu os contratasse; e assim o fiz, sem um centavo. E o Senhor de modo maravilhoso que assombrava os que o ouviam, me proveu (V 33, 12).

9.- Ao glorioso São José não vi com tanta clareza, ainda que vi mui bem que estava ali, como nas visões que disse que não se veem (V 33, 15).

10.- Mas aí, filhas!, encomendem-me a Deus e sejam devotas de São José, que pode muito (Cc 28ª).

11.- Já então eu orava muito a Nosso Senhor, suplicando-lhe que eu não fosse sem deixar-lhes casa (em Sevilha), e fazia que as irmãs o pedissem ao glorioso  São José, e fazíamos muitas procissões (F 25, 3).

12.- As irmãs haviam pedido muito a São José que para seu dia houvesse casa (em Burgos), e sem pensar que a teriam tão breve, se cumpriu (F 31, 36).

13.- Aos primeiros dias da Páscoa, ou outros dias de solenidade, poderão cantar Laudes, em especial no dia do Glorioso São José (Const 1, 3).

14.- Ainda que tenham a muitos santos como advogados, tenham particularmente a  São José, que alcança muito de Deus (Av 65).

Seleção de parágrafos escritos por Santa Teresa de Ávila.