O HOMEM FERVOROSO E O HOMEM MORNO

The fervent man and the lukewarm man

As considerações abaixo foram escritas para religiosos, mas aplicam-se, com algumas adaptações, a qualquer cristão. Elas são, de fato, sintomas de mornidão, sintomas dos quais devemos estar cientes porque, muitas vezes, encontramo-nos afetados sem que sequer saibamos disso.

Fonte: FSSPX Ásia – Tradução: Dominus Est

O homem fervoroso observa sua regra até nas menores coisas. O menor medo de desagradar o divino Mestre é suficiente para compeli-lo a tudo. Ao contrário, um homem morno muitas vezes viola a sua regra, dispensa os exercícios prescritos tanto quanto pode, não gosta da oração, do estudo ou da leitura espiritual, ele é altamente sensível aos julgamentos humanos e desperdiça seu tempo em uma miríade de trivialidades.

Um homem fervoroso geralmente sente prazer em cumprir seu dever de Estado. Se, por vezes, encontra dificuldades, não desanima, seu fervor transforma as dificuldades em felicidade pela unção que espalha em sua alma. Isso leva-o até a acrescentar orações, austeridades e práticas devocionais às obras obrigatórias, todas as quais ele impõe a si mesmo com a permissão do seu confessor ou superior. Portanto, ele está sempre contente e exibe apenas atitudes gentis e graciosas, mesmo com aqueles que podem causar problemas.

Por outro lado, um homem morno considera as práticas do seu estado um fardo insuportável. Ele suporta toda a amargura sem sentir a doçura ou merecer o mérito. Consequentemente, ele é sempre um fardo para si mesmo e não consegue deixar de torná-lo conhecido externamente. Continuar lendo

TOMADA DE HÁBITO DAS IRMÃS DA FSSPX EM PILAR (ARG) -2024

Irmãs da Fraternidade São Pio X – A serviço de Jesus em seus sacerdotes

No seio da Igreja, cada família religiosa ocupa o seu lugar e a sua missão. As Irmãs da Fraternidade São Pio X foram fundadas por Mons. Lefebvre em 1974. Sua irmã, Marie Gabriel, que na época era missionária na África, providencialmente assumiu o trabalho de formar as jovens mulheres aspirantes à vida religiosa, sendo assim a co-fundadora dessa Congregação nascente.

O espírito da Fraternidade está centrado inteiramente na devoção ao Sacrifício da Missa, celebrado segundo as normas do Concílio de Trento e da Tradição da Igreja. Por esta razão, compreendemos porque Mons. Lefebvre colocou as Irmãs sob o duplo patrocínio de Nossa Senhora da Compaixão e de São Pio X.

Seguindo o exemplo de Nossa Senhora, juntamente com seu divino Filho, Sumo Sacerdote, as Irmãs fazem de sua vida uma oração contínua baseada na compaixão e na reparação amorosa, oferecendo-se pela santificação dos sacerdotes e pela fecundidade do seu apostolado. “A caridade de Cristo nos impele”, exclamou São Paulo. Sendo filhas de duas almas missionárias, as Irmãs terão o espírito missionário, não apenas através das suas orações e sacrifícios, mas também através das suas obras. E como as necessidades são múltiplas e variadas, as diversas capacidades de cada uma se unem para responder às exigências de um amplo campo de apostolado.

À imitação de Nossa Senhora e das santas mulheres que seguiram Nosso Senhor e seus Apóstolos, as religiosas ajudam os sacerdotes nas necessidades materiais.
Elas também complementam o apostolado dos sacerdotes com seus próprios trabalhos em paróquias e missões, por exemplo:

  • Ensinar o catecismo às crianças e prepará-las para os Sacramentos, ensiná-las nas escolas primárias e formá-las nas virtudes cristãs. 
  • Estabelecer bases sólidas de doutrina e piedade para as moças. 
  • Visitar os pobres, os doentes e os idosos, os membros sofredores de Cristo. 

Essas são as diferentes funções que as religiosas procuram desempenhar. Como elas próprias vivem de Deus, procurando estar intimamente unidas a Ele, as Irmãs procuram torná-lo conhecido e amado por todas as almas.

As religiosas realizam todas estas obras com o mesmo amor e espírito de sacrifício, sejam eles humildes e ocultos, sejam mais diretamente apostólico.

Deixamos aqui algumas fotos da cerimônia de “tomada do hábito” que ocorreu em um dos nossos noviciados, em Pilar, na Argentina, onde 4 jovens deram o primeiro passo na Vida Religiosa.

Graças a Deus e a ajuda das almas beneficentes, o noviciado está em processo de expansão, pois não há quartos suficientes para as irmãs que ali vivem. Confiamos este trabalho às suas orações e generosidade.

A colheita é abundante.” Senhor, dê-nos muitos santos sacerdotes. E para a santificação dos sacerdotes, dai-nos muitas santas vocações religiosas.

Mais sobre as Irmãs da FSSPX e a vocação religiosa feminina pode ser visto clicando aquiaquiaqui e aqui.

A QUARESMA – PALAVRAS DE D. LEFEBVRE

Oferecemos aqui uma reflexão de D. Lefebvre sobre a Quaresma.

Fonte: FSSPX Distrito da América Central – Tradução: Dominus Est

Meus queridos irmãos,

De acordo com uma antiga e salutar tradição da Igreja, por ocasião do início da Quaresma, dirijo-me aos senhores para encorajá-los a adentrar plenamente neste tempo penitencial com as disposições desejadas pela Igreja, e para cumprir o propósito para o qual a Igreja as prescreve.

Se eu olhar para os livros da primeira metade deste século, parece-me que indicam três fins para as quais a Igreja recomenda este tempo penitencial:

  • Primeiro, refrear a concupiscência da carne;
  • Segundo, facilitar a elevação de nossas almas às realidades divinas;
  • Finalmente, satisfazer nossos pecados.

Nosso Senhor nos deu o exemplo, durante Sua vida aqui na terra: a oração e a penitência. Entretanto, Nosso Senhor, estando livre da concupiscência e do pecado, fez penitência e, de fato, satisfação por nossos pecados, o que demonstra que nossa penitência pode ser benéfica não apenas para nós mesmos, mas também para os outros.

Rezar e fazer penitência. Fazer penitência para rezar melhor, a fim de se aproximar de Deus Todo-Poderoso. Isso é o que todos os Santos fizeram, e é isso que todas as mensagens de Nossa Senhora nos recordam. Continuar lendo

TOMADA DE BATINA, TONSURA E ORDENS MENORES NO SEMINÁRIO SAGRADO CORAÇÃO (ALE) – 2024

No dia 02 de fevereiro, Festa da Candelária, 12 seminaristas do primeiro ano tomaram a batina no Seminário do Sagrado Coração, em Zaitzkofenm na Alemanha, de D. Alfonso de Galarreta: 2 alemães, 1 croata, 1 holandês, 6 poloneses, 1 eslovaco e 1 checo. Outros 17 receberam a Tonsura e foram, assim, admitidos no estado clerical: 6 alemães, 1 austríaco, 1 croata, 1 dinamarquês, 1 húngaro, 1 holandês e 6 poloneses. 

No dia seguinte, 11 seminaristas do terceiro e quarto anos receberam Ordens menores: Porteiro e Leitor a 6 seminaristas do terceiro ano (2 alemães, 1 bielorusso, 1 húngaro, e holandês e 1 polonês) e Exorcista e Acólito a 5 seminaristas do quarto ano (2 alemães, 1 australiano, 1 libanês e 1 polonês)

Os vídeos das cerimônias nos Estados Unidos e França podem ser vistos aqui e aqui, respectivamente.

****************************

A FSSPX conta atualmente com (alguns números aproximados):

  • 3 Bispos
  • 707 sacerdotes
  • 137 Irmãos
  • 200 Irmãs em 28 casas [“Relacionadas” à FSSPX: 183 professas e 14 noviças]. As freiras ajudam em 15 escolas e administram outras 4. Estão presentes também em muitos Priorados e em duas residências para idosos em Brémien Notre-Dame, na França, e na Maison Saint-Joseph, na Alemanha.
  • 19 Irmãs Missionárias do Quênia
  • 80 Oblatas
  • 250 Seminaristas e 80 pré-seminaristas

Está presente em 37 países e visita regularmente outros 35.

Mantém:

  • 1 Casa Geral
  • 14 Distritos e 5 Casas Autônomas
  • 4 Conventos Carmelitas
  • 6 Seminários
  • 167 priorados
  • 772 centros de missa
  • Mais de 100 escolas (do Ensino Básico ao Médio),
  • 2 universidades
  • 7 casas de repouso para idosos
  • Numerosas Ordens Latinas e Orientais tradicionais amigas em todo o mundo

**************************

Nota do blog: Colocamos abaixo alguns links sobre a vocação sacerdotal:

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

IMMUTEMUR HABITU

Cantada na imposição das Cinzas..


“Immutemur habitu in cinere et cilicio; jejunemus, et ploremus ante Dominum; quia multum misericors est dimittere peccata nostra Deus noster.”

“Mudemos as  vestes e cubramo-nos de cinza e o cilício. Jejuemos e choremos diante do Senhor, porque o nosso Deus é misericordioso e perdoará os nossos pecados.”

VÍDEO TUTORIAL PARA APRENDER A SEGUIR A MISSA TRADICIONAL

Conheça a essência do missal bilíngue em nosso mais recente vídeo tutorial. Aprofunde-se na estrutura detalhada do missal, familiarize-se com suas seções principais e aprenda como acessar orações e leituras específicas durante o Santo Sacrifício da Missa em Latim.

O vídeo está em espanhol, porém é de fácil entendimento.

PARA COMPRAR O MISSAL QUOTIDIANO EM PORTUGUÊS CLIQUE AQUI OU AQUI

A CABALA JUDAICA CONTRA A IGREJA DE CRISTO: HISTÓRIA SECRETA DA PSICANÁLISE, PELO PROF. MATTEO D’AMICO

Palestra proferida pelo Prof. Matteo D’amico durante o 29° Congresso de Estudos Católicos, promovido pela FSSPX italiana e a Revista La Tradizione Católica, em Rimini, Itália. 


Clique aqui e conheça nosso Canal no YouTube 

11 DE FEVEREIRO – DIA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES

OurLadyofLourdes

Prezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Seguem abaixo a indicação de dois textos publicados pelo excelente blog O Segredo do Rosário sobre Lourdes:

Outros dois que publicamos:

O sobrenatural em Lourdes – Parte 1

O sobrenatural em Lourdes – Parte 2

E também uma pequena história do livro Tesouro de Exemplos: Uma cura em Lourdes

É IMPOSSÍVEL CONCILIAR LIBERALISMO E CATOLICISMO

lib

Fonte: Sì Sì No No, ano XXXIV, n. 9 – Tradução: Dominus Est

As três soluções para a questão social

A questão social é “difícil e perigosa”, advertiu Leão XIII. De fato, é difícil marcar os limites precisos entre capital e trabalho, e é perigoso porque os homens turbulentos e sem espírito cristão tentam usar essa questão para chocar o mundo com a revolução (socialistas) ou para acumular o máximo possível de bens econômicos, como se o fim do homem fosse o dinheiro (liberais).

A Igreja, por meio de seu Magistério divinamente assistido, nos oferece a solução correta: a solução cristã do bom senso e do direito natural. Enquanto a solução liberal exagera os direitos do sujeito (individualismo), direitos que para o liberalismo são um absoluto, especialmente os direitos do sujeito mais forte em detrimento do mais fraco; e a solução social-comunista exagera os direitos da coletividade (coletivismo) e, portanto, dos “trabalhadores” em detrimento do empregador; a solução cristã, por outro lado, concilia os direitos e deveres do indivíduo e do capital com os direitos e deveres da coletividade e do trabalho, evitando os extremos unívocos das duas soluções anteriores.

Conforme fica evidente, a Igreja não fica do lado dos pobres ou dos ricos, mas defende os direitos e condena os abusos de ambos.

A solução cristã

A solução cristã leva em consideração todas as causas que deram origem à questão social, ou seja, tanto as causas religiosas e morais quanto as causas políticas, sociais e econômicas. Continuar lendo

PACIÊNCIA E IMPACIÊNCIA – PARTE 21 – TERCEIRO FRUTO DA PACIÊNCIA: A ALEGRIA

an angel statue next to a stone column

Fonte: Bulletin Hostia (SSPX Great Britain & Ireland) – Tradução: Dominus Est

Como se estivéssemos triste, mas sempre alegres.” (2 Cor 6, 10).

Essa é a descrição que São Paulo faz dos ministros de Cristo, que trabalham pela salvação das almas. O que é verdade para eles é verdade para todos os servos fiéis a Deus. Na superfície, aparente miséria, mas nas profundezas da alma, intensa alegria. Desta alegria diz São Paulo: “Estou cheio de consolação, estou inundado de alegria no meio de todas as nossas tribulações”. (2 Cor 7, 4). O que faz esse encanto funcionar? Paciência. Uma resistência paciente, uma humilde submissão à vontade de Deus, uma resignação à Sua providência.

Como é possível que da tristeza surja a alegria? A razão é que se vivermos para Deus e na dependência Dele, e buscarmos promover a Sua glória, então, embora na ordem natural possamos ser esmagados pela dor e pelo sofrimento, estaremos cheios de alegria por causa da alegria sobrenatural que Deus nos concede. “A vossa alegria”, diz nosso Senhor aos Seus apóstolos, “ninguém vo-la tirará”. (Jo 16, 22). Tenho alguma experiência dessa alegria? Se assim for, agradecerei a Deus por isso; caso contrário, devo esperar pacientemente e ver se não há algum impedimento de minha parte para tal.

De onde vem essa alegria? Do céu. É por isso que supera todas as alegrias terrenas e torna doces os sofrimentos terrenos. É o primeiro tênue reflexo da luz do Céu em meio às nuvens e à escuridão da Terra; a primeira amostra da alegria com a qual os justos serão acolhidos pelo seu Senhor na porta do Céu. Se uma gota dela na Terra adoça toda amargura e torna leves todos os sofrimentos, qual deve ser a intensidade da alegria que inebriará todos aqueles que aqui suportaram tribulações e sofrimentos por causa de Cristo?

UM ENORME AUMENTO DA PERSEGUIÇÃO CONTRA CRISTÃOS EM 2023

Um em cada sete cristãos, ou cerca de 365 milhões de pessoas, enfrenta elevados níveis de perseguição e discriminação por causa da sua fé, de acordo com a última lista de observação global da Open Doors.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Esse número tem crescido constantemente nos últimos cinco anos, com um aumento de cerca de cinco milhões de crentes perseguidos somente no ano passado.

África é a mais atingida

Na África Subsariana, a violência vem aumentando: 90% dos 5.000 cristãos mortos em todo o mundo viviam nesse continente. As forças anti-cristãs são diversas.

Os extremistas islâmicos estão estão tirando proveito da instabilidade regional, especialmente em países como o Mali, Burkina Faso, Nigéria, Moçambique e Somália.

A influência da China e da Rússia também representa uma ameaça, pois fortalece a capacidade de controle de governos potencialmente perseguidores. Assim, os governos africanos gastam US$ 1,55 bilhão por ano em tecnologias de vigilância, adquiridas principalmente da China, que podem ser utilizadas contra populações cristãs para efeitos de perseguição. Continuar lendo

E O CARDEAL INVENTOU UMA BÊNÇÃO PASTORAL, BREVE E ESPONTÂNEA…

Assim que o Cardeal Victor Manuel Fernández, novo Prefeito do Dicastério para a Doutrina da Fé, chegou ao seu escritório, ele se perguntou como conseguiria fazer acreditar que os casais não casados ​​e os pares do mesmo sexo poderiam, agora, ser abençoados, sem colocar em questão a doutrina e a moralidade católicas sobre o casamento.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Tal era o seu dilema: como abençoar os pares homossexuais sem dar a impressão de estar abençoando a homossexualidade (em si)? Então ele inventou uma nova bênção que não é nem litúrgica nem ritual, mas pastoral e “espontânea”. E essa foi a Declaração Fiducia supplicans de 18 de dezembro de 2023, assinada por ele e referendada pelo Papa Francisco.

Em resumo, ele criou uma bênção informal para casais irregulares, algo sem precedentes, pretensamente justificado por uma doutrina distorcida e uma moralidade deformada.

Essa bênção pretende ser espontânea, portanto, não se expressa em uma fórmula ritual, considerada rígida demais. No entanto, o Cardeal Fernández teve o cuidado de apresentar um modelo ad hoc, em um esclarecimento datado de 29 de dezembro.

Nada como uma espontaneidade supervisionada! E ele chega ao ponto de indicar a duração desta bênção: não mais que 10 a 15 segundos, com o relógio na mão! Nada como a espontaneidade cronometrada! Continuar lendo

PROGRESSISMO E CONSERVADORISMO: HISTÓRIA DA DISSOLUÇÃO DO HOMEM NO MUNDO E NA IGREJA NOS ÚLTIMOS 100 ANOS

O politicamente correto, esse desconhecido

Fonte: Sì Sì No No, ano XXXV, n. 14 – Tradução: Dominus Est

Esquema introdutório

• Antonio Gramsci (1891-1937) trabalhou na expansão do pensamento revolucionário da década de 1920 até o final da década de 1930. Seu estudo tinha como objetivo fazer com que a filosofia do materialismo dialético marxista fosse aceita intelectualmente por meio de manipulação mental (“entrismo”) e não pela força. Gramsci queria uma “revolução cultural”, ou seja, adquirir a hegemonia, o consenso e a direção da sociedade civil-cultural europeia (penetrando na escola, na imprensa, nas publicações, no judiciário e na mídia de massa). Só então se poderia pensar em ocupar o poder, o governo e o domínio do Estado. Gramsci é o progenitor de todas as correntes revolucionárias (Escola de Frankfurt, Estruturalismo francês) que tentarão, depois dele, trabalhar a revolta dentro do homem individual e não apenas na sociedade.

• Um autor que buscará revolucionar a Europa também religiosamente (e não só culturalmente como Gramsci) é Ernst Bloch (1885-1977), filósofo alemão de origem judaica, que na década de 1960 trabalhou para converter os católicos à dialética social-comunista por meio do diálogo, opondo à religião tradicional ou dogmática (tese) uma religião progressista (antítese), a fim de alcançar um messianismo terreno e imanentista ou “socialismo-cristão” (síntese). Infelizmente, sua estratégia foi bem-sucedida com o Concílio Vaticano II, que se propôs a dialogar com o mundo sem mais querer convertê-lo.

• Dos anos 1920-1930 até os anos 1960, a “Escola de Frankfurt” (Adorno-Marcuse), por meio de drogas, psicanálise, pansexualismo, moda e música pop, tentou revolucionar e aniquilar (a partir da Alemanha e dos EUA) o próprio homem nos aspectos mais profundos de sua alma e personalidade[1] (inclinações, intelecto e vontade) e não mais apenas a sociedade cultural (Gramsci) ou religiosa (Bloch). Continuar lendo

A ACÉDIA

Mas, do que se trata? Por que falar sobre isso?

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

A acédia é uma forma de tristeza avassaladora que produz, no espírito humano, um profundo desânimo, uma verdadeira desolação da alma. É uma “depressão”, na qual qualquer forma de entusiasmo, de desejo genuíno, são transformadas e concentradas em um único desejo: o de não fazer mais nada, de cessar a luta.

Santo Tomás de Aquino define-a como “um torpor do espírito que não consegue empreender o bem”. Em última análise, é uma tendência que mergulha a alma em um grande cansaço, dando-lhe aversão aos exercícios espirituais e ao devido respeito pelas exigências da religião. Portanto, ela afeta, de modo particular, o exercício da nossa vida cristã.

Devemos estar atentos porque esse defeito, porque é efetivamente um defeito, é um mal que pode acarretar sérias consequências se não for combatido. É por isso que é necessário falar sobre isso.

São Gregório afirma: “Ninguém pode permanecer muito tempo sem prazer, em companhia da tristeza”. O mesmo acontece com a natureza humana e vemos que uma pessoa triste terá, obviamente, uma tendência a se afastar daquilo que lhe está causando dor e a se voltar para outras atividades nas quais espera encontrar prazer e alegria. Continuar lendo

TOMADA DE BATINA E TONSURA NO SEMINÁRIO SANTO TOMÁS DE AQUINO (EUA) – 2024

Na Festa da Purificação de Nossa Senhora (02/02), D. Fellay abençoou a batina de 19 seminaristas (17 americanos, 1 canadense e 1 sul-africano) e, após, concedeu a tonsura clerical a 23 seminaristas (22 americanos e 1 brasileiro).

****************************

A FSSPX conta atualmente com (alguns números aproximados):

  • 3 Bispos
  • 707 sacerdotes
  • 137 Irmãos
  • 200 Irmãs em 28 casas [“Relacionadas” à FSSPX: 183 professas e 14 noviças]. As freiras ajudam em 15 escolas e administram outras 4. Estão presentes também em muitos Priorados e em duas residências para idosos em Brémien Notre-Dame, na França, e na Maison Saint-Joseph, na Alemanha.
  • 19 Irmãs Missionárias do Quênia
  • 80 Oblatas
  • 250 Seminaristas e 80 pré-seminaristas

Está presente em 37 países e visita regularmente outros 35.

Mantém:

  • 1 Casa Geral
  • 14 Distritos e 5 Casas Autônomas
  • 4 Conventos Carmelitas
  • 6 Seminários
  • 167 priorados
  • 772 centros de missa
  • Mais de 100 escolas (do Ensino Básico ao Médio),
  • 2 universidades
  • 7 casas de repouso para idosos
  • Numerosas Ordens Latinas e Orientais tradicionais amigas em todo o mundo

**************************

Nota do blog: Colocamos abaixo alguns links sobre a vocação sacerdotal:

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”

TOMADA DE BATINA NO SEMINÁRIO DE FLAVIGNY (FRA) – 2024

Este ano, D. Tissier de Mallerais abençoou e concedeu a batina a 23 jovens no Seminário francófono Santo Cura d’Ars, da FSSPX: 1 canadense, 1 belga, 2 suíços, 2 quenianos, 3 italianos e 14 franceses.

****************************

A FSSPX conta atualmente com (alguns números aproximados):

  • 3 Bispos
  • 707 sacerdotes
  • 137 Irmãos
  • 200 Irmãs em 28 casas [“Relacionadas” à FSSPX: 183 professas e 14 noviças]. As freiras ajudam em 15 escolas e administram outras 4. Estão presentes também em muitos Priorados e em duas residências para idosos em Brémien Notre-Dame, na França, e na Maison Saint-Joseph, na Alemanha.
  • 19 Irmãs Missionárias do Quênia
  • 80 Oblatas
  • 250 Seminaristas e 80 pré-seminaristas

Está presente em 37 países e visita regularmente outros 35.

Mantém:

  • 1 Casa Geral
  • 14 Distritos e 5 Casas Autônomas
  • 4 Conventos Carmelitas
  • 6 Seminários
  • 167 priorados
  • 772 centros de missa
  • Mais de 100 escolas (do Ensino Básico ao Médio),
  • 2 universidades
  • 7 casas de repouso para idosos
  • Numerosas Ordens Latinas e Orientais tradicionais amigas em todo o mundo

**************************

Nota do blog: Colocamos abaixo alguns links sobre a vocação sacerdotal:

**************************

“Senhor, dai-nos sacerdotes,

Senhor, dai-nos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitos santos sacerdotes,

Senhor, dai-nos muitas santas vocações religiosas,

Senhor, dai-nos famílias católicas, 

São Pio X, rogai por nós”