D. LEFEBVRE: SERMÃO DE NATAL: “ESTAMOS REALMENTE VIVENDO COM JESUS?” (25/12/78)

serm

Clique na imagem para ouvir D. Lefebvre

Caríssimos amigos

Caríssimas irmãs

A Igreja, durante a preparação desta festa do Natal – durante o Advento – evoca três tipos de vindas de Nosso Senhor junto a nós:

  1. A primeira é aquela pela qual celebramos hoje, particularmente, e que nos recorda a festa do Natal: a vinda de Nosso Senhor entre nós, através da Santíssima Virgem Maria.
  2. A segunda é evocada nos textos que a Igreja nos apresenta durante o Advento: da vinda de Nosso Senhor no fim do mundo, para julgar os homens.
  3. Finalmente, a terceira vinda de Jesus entre nós é aquela que se realiza em cada um de nós: a vinda de Jesus às nossas almas.

E, em suma, se meditarmos um pouco nos textos que a Igreja nos propõe durante estas semanas, percebemos que a vinda mais importante é aquela que diz respeito a nós mesmo. Pois se Nosso Senhor quis descer à terra, é por nós, é para nossa salvação. E se Nosso Senhor virá sobre as nuvens do Céu para nos julgar, é também para saber o que temos feito com os meios que Nosso Senhor nos deu para alcançar nossa salvação.

E a festa do Natal é a que mais evoca, em nós e para nós, a ida de Jesus a Belém, que nos dá lições admiráveis. Porque quando Nosso Senhor vier nas nuvens do Céu, Ele nos perguntará: “O que fizestes com tudo o que eu fiz por vós? Como me recebestes durante sua peregrinação nesta terra? Como me recebestes em minhas mensagens? Como recebestes meus apóstolos? Como recebestes meu Sacrifício, meus sacramentos?”

Então, qual será a nossa resposta? Que ela seja, meus caríssimos irmãos, a primeira que foi dada pela Santíssima Virgem Maria. Como Maria recebeu Jesus? Com ação de graças. Como vos disse ontem, ela cantou seu Magnificat. Ela O recebeu com toda a sua alma ao pronunciar o seu Fiat. Continuar lendo

A FSSPX SOB O MANTO DE MARIA IMACULADA – PELO PE. CARLOS MESTRE, FSSPX

Sermão proferido no Priorado S. Pio X de Lisboa, na Festividade da Imaculada Conceição, com um sermão sobre a Ordem Terceira da FSSPX em virtude da entrada de cinco novos membros para a mesma. (08/12/22)

NA NICARAGUA, OS DITADORES CONFINARAM A IMACULADA

O presidente Daniel Ortega e sua esposa proibiram as procissões em honra à Imaculada Conceição, que tradicionalmente acontecem em todo o país entre 28 de novembro e 8 de dezembro. É a mais recente vexação da ditadura contra a Igreja Católica que vê, semana após semana, o cerco apertar.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Na paróquia de São Jose de Tipitapa, localizada na arquidiocese de Manágua, a 20 km da capital, a notícia deixou o pároco atônito: “Em 28 de novembro de 2022, ao meio-dia em ponto, recebemos um telefonema da polícia proibindo-nos qualquer procissão, e isto no exato momento em que a imagem da Virgem sairia pela cidade. (…) Expressamos nossa profunda tristeza por uma proibição que nos impede de manifestar nossa fé em público.”

Uma proibição que afeta todo o país: na paróquia de São Pedro e Santa Lucia, em Ciudad Dario, ao norte de Manágua, o Pe. Patricio Tijerino anunciou ao seu rebanho que “a imagem de Nossa Senhora não sairia como sempre fora feito, que não haveria procissão organizada, nem de dia nem de noite”.

Testemunhos semelhantes de sacerdotes vieram de Masaya, a quarta cidade mais populosa do país.

De 28 de novembro a 8 de dezembro, os católicos nicaragüenses têm o hábito imemorial de celebrar o Purisima e a Griteria: durante esses 10 dias, os fiéis constroem altares à Virgem em suas casas e bairros e saem em procissão. Famílias e amigos se reúnem para rezar e cantar em homenagem a Maria em um ambiente festivo: em cada parada, também trocam-se presentes. Continuar lendo

8 DE DEZEMBRO: FESTA DA IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA

ima6Clique na imagem acima para ler a Bula Ineffabilis Deus, de S.S. Pio IX, que definiu em 8 de dezembro de 1854, o Dogma da Imaculada Conceição de Nossa Senhora.

E abaixo colocamos dois sermões: um do do Pe. Carlos Mestre, FSSPX, por ocasião da Solenidade da Imaculada Conceição, em 2018 e outro do Pe. Samuel Bon, FSSPX, pela mesma Festa em 2019.

NOVENA DA IMACULADA CONCEIÇÃO, COROADA DE DOZE ESTRELAS – DE 29 DE NOVEMBRO A 07 DE DEZEMBRO

Imaculada Conceição – Wikipédia, a enciclopédia livre

Devoção recomendada por S. José Calazans

Indulgência: 300 dias cada vez, plenária se todo mes (Pio IX)

Ave-Maria Puríssima, concebida sem pecado!

Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amem. 

Louvemos e demos graças à Trindade Augusta de Deus que nos mostrou a Virgem vestida de sol, calçada de lua e coroada de doze estrelas (Pai Nosso)

Louvemos e demos graças ao Pai Eterno que escolheu Maria para Filha (Glória ao Pai)

  1. Louvado seja o Pai Eterno que predestinou Maria para Mãe do seu Filho (Ave Maria)
  2. Louvado seja o Pai Eterno que preservou Maria de toda a culpa (Ave-Maria)
  3. Louvado seja o Pai Eterno que adornou Maria com todas as virtudes (Ave Maria) 
  4. Louvado seja o Pai Eterno que deu a Maria por esposo o puríssimo São José (Ave Maria)  

Louvemos e demos graças ao Filho de Deus, que escolheu Maria Para sua Mãe (Glória ao Pai)

  1. Louvado seja o Filho de Deus que se encarnou e habitou em Maria Santíssima (Ave Maria)
  2. Louvado seja o Filho de Deus que nasceu de Maria sempre Virgem (Ave Maria)
  3. Louvado seja o Filho de Deus que deu a Maria todo poder (Ave Maria)
  4. Louvado seja o Filho de Deus que nos deu Maria por Mãe (Ave Maria)  

Louvemos e demos graças ao Espírito Santo que escolheu Maria por sua esposa (Glória ao Pai)

  1. Louvado seja o Espírito Santo por quem Maria foi Virgem e Mãe (Ave Maria) 
  2. Louvado seja o Espírito Santo por quem Maria foi templo da SS. Trindade (Ave Maria)
  3. Louvado seja o Espírito Santo por quem Maria foi assunta ao Céu (Ave Maria)
  4. Louvado seja o Espírito Santo por quem Maria foi medianeira de todas as graças (Ave Maria)

V/ Bendita seja a Santa e Imaculada Conceição. 

R/ Da Bem-aventurada Virgem Maria.

V/ Ó Maria concebida sem pecado.

R/ Rogai por nós que recorremos a Vós.

Oração da Missa (8 de dezembro):

Ó Deus, que pela Imaculada Conceição da Virgem preparastes para Vosso Filho digna morada, nós Vos suplicamos humildemente que, assim como, em atenção aos merecimentos desse mesmo Filho, Vos dignastes preservá-la de toda mácula, nos concedais igualmente, por sua intercessão, a graça de chegarmos a Vós limpos do pecado. Pelo mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor. Amém. 

Oração composta por São Pio X:

Virgem santa que agradastes ao Senhor a ponto de tornar-se sua Mãe, Virgem Imaculada em vosso corpo, em vossa alma, em vossa fé, em vosso amor, olhai com bondade os infelizes que imploram vossa poderosa proteção. A serpente infernal contra a qual foi lançada a primeira maldição continua a combater e a tentar os  pobres filhos de Eva.

Vós, nossa Mãe abençoada, nossa rainha, nossa advogada, vós que esmagastes a cabeça do inimigo desde o primeiro instante de vossa Conceição, recebei nossas orações e, nós vos suplicamos,  unidos num único coração, apresentai-as diante do trono de Deus, para que nunca nos deixemos cair nas armadilhas que nos são preparadas, mas que cheguemos todos ao porto da Salvação e que, no meio de tantos perigos, a Igreja e a sociedade cristã cantem mais uma vez o hino da liberdade, da vitória e da paz.   Amém

13 DE OUTUBRO: O MILAGRE DO SOL EM FÁTIMA

IMG-20211013-WA0010

Há 105 anos, a 13 de outubro de 1917, dezenas de milhares de pessoas assistiram, à hora prevista, ao chamado “Milagre do Sol” — um sinal pedido a Nossa Senhora por irmã Lúcia, três meses antes, para que todos acreditassem nas aparições de Fátima.

O Sr. Bernardo Motta recolheu cerca de centena e meia de depoimentos de testemunhas oculares, que transcreveu e reuniu num livro: O Milagre do Sol segundo testemunhas oculares.

Sr. Bernardo é católico, casado, pai de 3 filhos e Engenheiro de profissão, dedica o seu tempo livre ao estudo de Fátima, tanto do milagre, como mais recentemente do segredo “em três partes”.

Para ler uma reportagem sobre esse Livro e alguns depoimentos sobre o milagre do sol, clique aqui.

Para ouvir uma entrevista do autor sobre esse milagre, clique aqui.

11 DE OUTUBRO: FESTA DA MATERNIDADE DE NOSSA SENHORA

Ao exaltar a maternidade divina da Santíssima Virgem, a Igreja celebra a Mãe por excelência e o modelo de todas as mães.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Esta festa foi instituída em 1931 pelo Papa Pio XI por ocasião do 15° centenário do Concílio de Éfeso, onde foi proclamado o dogma da maternidade divina de Maria.
 
Nos textos da liturgia, a Igreja expressa como Maria é Mãe de Jesus, mas também nossa Mãe, uma vez que é por sua intercessão que ela obtém para nós a graça que nos une sobrenaturalmente ao seu Filho divino. A maternidade virginal de Maria estende-se desde Cristo, que ela realmente gerou na sua carne, a todos os membros do Corpo místico do Filho de Deus.
 
Este ensinamento é exposto por São Pio X na encíclica Ad diem illum (1904):
 
“Não é Maria a Mãe de Deus? Portanto é Mãe nossa também. Todos, portanto, que, unidos a Cristo, somos, consoante as palavras do Apóstolo, “membros do seu corpo, de sua carne e de seus ossos” (Ef 5, 30), devemos crer-nos nascidos do seio da Virgem, donde um dia saímos qual um corpo unido à sua cabeça. É por isso que somos chamados, num sentido espiritual e místico, filhos de Maria, e ela é, por sua vez, nossa Mãe comum. Mãe espiritual, contudo verdadeira mãe dos membros de Jesus Cristo…”

OUTUBRO: MÊS DO ROSÁRIO

Nossa Senhora do Rosário – História Nossa Senhora

Prezados amigos, leitores e benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Nesse mês do Rosário, disponibilizamos abaixo os links para as Encíclicas de Leão XIII sobre o Rosário e Nossa Senhora.

“Ora pro nobis, sancta Dei Genetrix, Ut digni efficiamur promissionibus Christi.”

Aproveitamos para disponibilizar alguns textos já publicados em nosso blog sobre o Rosário: