A FAMÍLIA SITIADA – PARTE 2

Imagem relacionada

Leia a Parte 1 clicando aqui

SUBVERSÃO E PORNOGRAFIA

Muito se enganaria quem na corrupção reinante em certos meios e ostentada com requintes de despudor, ou na onda de pornografia que ganhou o mass media, visse apenas um fenômeno de decadência moral paralelo aos excessos que, no dizer dos historiadores, assinalaram o declínio da Roma antiga.

Sem negar esse paralelismo, devemos notar primeiro que não há tal corrupção na escala em que se apregoa. Em segundo lugar, a divulgação dessa notícia aproveita à tática de uma facção revolucionaria. Da mesma maneira, procura-se dar a impressão que toda a juventude universitária é marxista ou simpatizante. Como sempre, uma minoria ativa, ligada à intelligentsia liberal, é que por meios hábeis domina a massa e maneja os órgãos de opinião.

Sobretudo, seria impossível compreender a “revolução sexual” tão espetacularmente montada e conduzida em todo o mundo, sem ligá-la a uma ofensiva geral para subverter o Cristianismo e, mais do que a religião cristã, a civilização cristã por ela informada, substituindo-a por outras “estruturas” (ou melhor “desestruturas”) e pondo no lugar da religião uma espiritualidade diversa (que de fato é anterior e exterior tanto ao judaísmo quanto ao cristianismo) tendo ao centro o homem, parcela desgarrada da divindade, o homem em marcha, na vanguarda do cosmos do qual é a parte pensante, para a reintegração na Totalidade divina. Ao mesmo tempo, caminha evidentemente esse homem para a comunhão total com os outros homens. Esse movimento de retorno e reintegração no Todo é desatado no indivíduo graças à tomada de consciência de sua presente situação de separação e conflito. A “revolução sexual” é apenas parte de uma tendência mais ampla para a fusão numa sorte de alma coletiva.

Notemos, por exemplo, que a corrupção moral não é apenas vivida como no paganismo, mas também planejada e dirigida para certas metas, e canalizada, justamente com outros meios de agressão, como a legalização da contracepção e do aborto, para a destruição da família. Particularmente, a homossexualidade é um meio de abolir a distinção (ou barreira, como eles dizem), sobretudo psicológica e moral entre os sexos institucionalizada no casamento. Com efeito, não se limitam os apologistas da vida devassa a pregar a sua prática. Pretendem legalizá-la, instituir o casamento homossexual, fundar a família tribal. No artigo de Martha Alencar em “Vozes” (Nọ 1 de 1971) anteriormente citado, lemos a propósito do sexo global: “Nessas relações o que chamamos de sexo é comunitário e multisensual. Não há nenhuma distinção aguda, artificial entre homem e mulher” (grifo meu). Os articulistas de “Vozes” insistem na artificialidade (sic) das diferenças de sexo.
Continuar lendo

A FAMÍLIA SITIADA – PARTE 1

Free Photo | Family of four after quarrel in home

À medida que se aprofunda e, de social se torna cultural, a Revolução desloca seus ataques das instituições em escala nacional e da organização do Estado para a condição humana e a família. Mudar o próprio homem é o seu lema e o seu propósito. Pois, como observou Marcel Clément, se “a revolução política (a Rev. francesa) subverte essencialmente a ordem jurídica e se a revolução social (o socialismo) desagrega a ordem econômica, a revolução cultural “liquida” a ordem interior, espiritual, a fim de remodelar diretamente a alma humana sem qualquer escapatória” (Le Comunisme face a Dieu).

Na Alemanha de hoje uma mãe de família nos pinta a família assediada e a dignidade humana acossada no seu último reduto. Ouçamos a sua voz aflita:

Elizabeth Gerstner: “O drama da Igreja vivido em nossas crianças” (Ap. Itinéraires Fev. 1971):

“Assim, o mundo exterior à família torna-se cada vez mais pesado e penoso para os nossos filhos. A maiorzinha me conta que na escola sente nostalgia de casa, dos pais. Nessa escola mista — outras não temos aqui e a escolaridade é obrigatória — ensina-se às crianças ‘tudo sobre sexo’. Minha filha conhece mais detalhes de ginecologia do que a mãe. Os leitores estrangeiros com certeza teriam uma síncope se eu lhes mostrasse o livro de educação sexual que a garota é obrigada a estudar. Tem a fotografia dos órgãos genitais, da sífilis, da ereção, etc. e a descrição minuciosa do orgasmo. — Odeio a tua escola, digo-lhe, e ela responde — Eu também, mãe”.

“Eu não ousaria publicar numa revista os detalhes da ‘educação sexual’ ministrada às crianças na Alemanha. Balbucio e repito por dentro: — Assassinos da fé! Criminosos!”

Nesse ponto, a Igreja católica nenhum auxílio nos proporciona, ao contrário, as escolas mantidas por religiosas ou por padres jesuítas em regra são as piores. Amigos me previnem: Nas escolas leigas a educação sexual é ministrada apenas em biologia. Nas religiosas, não: fala-se de sexo a todo propósito, na aula de alemão ou de catecismo, e sob qualquer pretexto. Continuar lendo

A MAÇONARIA ASSUME A EDUCAÇÃO DOS JOVENS – PALAVRAS DE D. LEFEBVRE

Fonte: FSSPX México – Tradução: Dominus Est

Disse Leão XIII: “A seita dos maçons também tem como objetivo, com uma suma conspiração de vontades, arrebatar para si a educação dos jovens”.

Depois do divórcio, a seita agora apropria a educação dos jovens. É tão evidente que salta aos olhos. O progresso do laicismo no ensino nos países de todo o mundo são evidentes.

Organismos como a UNESCO, supostamente criados para difundir o ensino pelo mundo e lutar contra o analfabetismo, na verdade são administrados pela Maçonaria para difundir a educação laica e ateísta em todo o mundo com o pretexto falacioso de permitir que todos os homens tenham acesso à cultura.

Vimos isso muito bem em nossas missões. Nossos maiores problemas eram com as organizações da UNESCO, porque tinham muito dinheiro e colocavam escolas laicas em todos os lugares onde tínhamos escolas católicas, sendo que havia muitos lugares para colocá-las e que não havia escolas católicas. Mas não, as colocavam propositadamente perto das nossas para destruir a influência da Igreja Católica. Com o dinheiro que tinham era fácil e pagavam aos professores muito mais do que poderíamos pagar Continuar lendo

ARGENTINA: MÉDICO PRESO POR SE RECUSAR A REALIZAR UM ABORTO

O médico argentino Leandro Rodriguez passou um ano e dois meses preso, pena que lhe foi imposta por se recusar a realizar um aborto. Ele agora pode voltar a exercer a medicina, embora também tenha sido proibido de exercer a profissão por dois anos e quatro meses, período que terminou em 30 de janeiro.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

O Dr. Rodriguez foi entrevistado pela EWTN News e explicou as origens de sua condenação: “Em 2017 eu estava trabalhando no hospital público da cidade de Cipolletti, na Patagônia. Recebi uma paciente em mau estado geral (devido a gravidez avançada, em curso de um processo de parto prematuro) mas, que decidi interromper e melhorar o estado de saúde dela.”

Esta decisão foi interpretada pelos tribunais, ou pelo poder judicial da província de Río Negro, como um obstáculo ao desejo da paciente de interromper sua gravidez. Por isso fui condenado em 2019, e essa sentença acaba de ser cumprida”, explicou.

O médico descreveu esta experiência como “muito significativa”. Ele acredita que representa “uma espécie de amostra do que pode acontecer se as pessoas não se submeterem às decisões arbitrárias dos poderes constituídos”.

Ele explica ainda que isso o levou a “uma situação de maior comprometimento no cuidado da vida, na proteção da vida do nascituro, na proteção da mulher”. A esse respeito, destacou a situação da paciente que foi considerada pelo sistema judicial como a parte prejudicada nesse caso. Continuar lendo

OPERAÇÃO MEMÓRIA: VÍDEOS DE FORMAÇÃO PARA FAMÍLIAS

fsspxPrezados amigos, leitores em benfeitores, louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Em mais uma Operação Memória de nosso blog, deixamos abaixo os links dos vídeos da Universidade de Verão, realizado pela FSSPX Portugal, com o tema: “A FAMÍLIA EM PERIGO“.

Aproveitem…

*********************************************

Em 2022, a FSSPX aqui no Brasil também gravou uma de suas Formações para a Família. Para adquiri-la, clique aqui

CANADÁ: EUTANÁSIA PARA REDUZIR GASTOS COM SAÚDE PÚBLICA

Canadá: eutanásia para reduzir gastos com saúde pública

O sinistro cálculo de custo da Assistência Médica na Morte (AMM) mostra que os médicos no Canadá recebem até 283,85 dólares canadenses por cada “preparação e procedimento para assistência médica na morte” que realizam. A cultura da morte também é um negócio.

Fonte: Medias Presse Info – Tradução: Dominus Est

A tabela de pagamento do Ministério da Saúde enumera seis serviços específicos relacionados à eutanásia pelos quais os médicos podem ser pagos, varaiando de “Taxa de avaliação de AMM– Avaliador prescritora” (US$ 43,24) até a “Coleta e depósito de medicamentos AMM” (US$ 126,72).

Porém, o que o Ministério não divulga é o custo anual total para o sistema de saúde, incluindo o montante gasto com medicamentos tóxicos dispensados ​​gratuitamente para a eutanásia do paciente, como o brometo de rocurônio, cuja injeção de 10 mL desse medicamento que faz com que o receptor morra por asfixia.

Sórdido cálculo

De acordo com as organizações católicas, a eutanásia é promovida com mais fortemente porque seus promotores fazem o sórdido cálculo de que a eutanásia de um paciente custa menos ao Estado do que mantê-lo vivo. Continuar lendo

PARLAMENTO ESCOCÊS DEBATE LEI QUE PROIBIRIA ORAÇÕES SILENCIOSAS PERTO DE CLÍNICAS DE ABORTO

Transidentité: le Parlement écossais adopte une réforme controversée -  Challenges

Fonte: Medias Presse Info – Tradução: Dominus Est

O Parlamento Escocês começou a debater um projeto de lei que proibiria a exibição de mensagens pró-vida em edifícios, incluindo casas particulares, perto de clínicas de aborto, e proibiria também a oração silenciosa nas proximidades dessas clínicas.

A apreciação parlamentar do projeto de lei começou na terça-feira com a convocação da Comissão de Saúde, Assistência Social e Desporto para a primeira de quatro sessões argumentativas.

O projeto de lei sobre Serviços de Aborto (diz-se Zonas de Acesso Seguro) na Escócia foi apresentada pela deputada do Partido Verde escocês, Gillian Mackay, em outubro do ano passado.

Vários ativistas anti-aborto e mulheres que já fizeram um aborto contaram as suas histórias à comissão parlamentar. Uma das testemunhas disse que rezar perto de locais onde são realizados abortos é “inaceitável” e que essa legislação seria “extremamente benéfica” para a sociedade como um todo. Continuar lendo

O DIREITO À VIOLÊNCIA

Momento historicamente triste nesta segunda-feira, 4 de março de 2024! A França torna-se o primeiro país a consagrar o direito ao aborto em sua constituição.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Há muito a ser dito sobre esse fato. Deixemos que outros comentem o assunto e reiteremos a profunda aversão que todo católico deve ter ao ato de interromper diretamente uma gravidez. De fato, é uma violência injusta praticar este ato que, para os católicos, leva à excomunhão direta quando realizado.

Como sempre, não devemos ficar paralisados pelo medo que nossos adversários tentam incutir em nossos corações. Devemos encontrar formas de responder àqueles que nos censuram pela nossa recusa categórica em fazê-lo. Comecemos por dizer que o texto aprovado pelo Congresso do Parlamento não fala em si do direito ao aborto, mas da “liberdade garantida às mulheres de recorrer a um aborto”. Isso não impede que os mais “avançados” falem de direito e que, em sua opinião, a cláusula de consciência que permite aos médicos recusarem a realizar abortos terá de ser eliminada um dia.

O que motivou os políticos franceses a legislar nesse sentido foi a revisão americana do direito ao aborto feita pela Suprema Corte americana em 2022. Deve-se observar que tal preocupação revela a inconsciente dependência intelectual (para não dizer política) da democracia americana, por grande parte da classe política francesa, porque o que acontece nos EUA deveria, de certa forma, deixar os franceses indiferentes, sabendo que são oficialmente um país independente onde não existe nenhuma ameaça concreta contra o acesso ao aborto. Mas esse pânico deveria abrir os olhos daqueles que recusam a aceitar esse fato quase óbvio: que o domínio francês estaria, portanto, se protegendo legislativamente contra os desenvolvimentos preocupantes de sua capital imperial, Washington. Continuar lendo

E O CARDEAL INVENTOU UMA BÊNÇÃO PASTORAL, BREVE E ESPONTÂNEA…

Assim que o Cardeal Victor Manuel Fernández, novo Prefeito do Dicastério para a Doutrina da Fé, chegou ao seu escritório, ele se perguntou como conseguiria fazer acreditar que os casais não casados ​​e os pares do mesmo sexo poderiam, agora, ser abençoados, sem colocar em questão a doutrina e a moralidade católicas sobre o casamento.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Tal era o seu dilema: como abençoar os pares homossexuais sem dar a impressão de estar abençoando a homossexualidade (em si)? Então ele inventou uma nova bênção que não é nem litúrgica nem ritual, mas pastoral e “espontânea”. E essa foi a Declaração Fiducia supplicans de 18 de dezembro de 2023, assinada por ele e referendada pelo Papa Francisco.

Em resumo, ele criou uma bênção informal para casais irregulares, algo sem precedentes, pretensamente justificado por uma doutrina distorcida e uma moralidade deformada.

Essa bênção pretende ser espontânea, portanto, não se expressa em uma fórmula ritual, considerada rígida demais. No entanto, o Cardeal Fernández teve o cuidado de apresentar um modelo ad hoc, em um esclarecimento datado de 29 de dezembro.

Nada como uma espontaneidade supervisionada! E ele chega ao ponto de indicar a duração desta bênção: não mais que 10 a 15 segundos, com o relógio na mão! Nada como a espontaneidade cronometrada! Continuar lendo

JUVENTUDE E VIOLÊNCIA

O que é Black Bloc? | Jusbrasil

Fonte: Permanencia

“Os Jovens de agora são assim: pensam isto, querem aquilo” — é o que se ouve dizer em toda parte. Pois eu confesso que desconfio “a priori” desses mitos da juventude. Primeiro, por causa de sua excessiva simplificação: eles, na verdade, não se aplicam mais que a certa parcela da juventude, cuja importância é impossível avaliar. Segundo, porque são elaborados, a maior parte das vezes, por adultos ou velhos que lançam sobre os “caçulas” a luz de suas esperanças ou a sombra de seus rancores.

A Juventude com um J maiúsculo não me impressiona mais que o Progresso com P grande. Mas que espécie de progresso e que jovens? Pois, graças aos céus e malgrado a influência crescente dos “mass-media” que tendem a substituir pelo protótipo mecânico o arquétipo ideal, a natureza que “se compraz na diversidade” não moldou todos os jovens na mesma forma. Um “fã” de Johnny Halliday e o autor da carta a André Maurois divulgada recentemente nas “Nouvelles Littéraires” nasceram na mesma época mas parecem não pertencer à mesma espécie. E entre esses dois extremos todos os intermediários são possíveis.

A DOMINANTE DE NOSSA ÉPOCA: A REVOLTA

Existem, nas idéias e nos costumes, dominantes que são peculiares a cada época — como, por exemplo, a libertinagem durante a Regência, o culto da Razão no tempo do humanismo, a apologia da sensibilidade e do irracional no século do romantismo etc. Ora, uma das dominantes de nossa época é a revolta, em todos os domínios, contra os valores tradicionais; revolta que se traduz pela exaltação e prática da violência.

Esse fenômeno se observa em todas as ordens do humano e do social.
Continuar lendo

EUA – OS IMPACTOS POSITIVOS DAS LEIS PRÓ-VIDA

Enquanto o debate sobre o aborto se intensifica nos Estados Unidos, a menos de um ano das eleições presidenciais de novembro de 2024, chegando até mesmo a dividir os Republicanos, um estudo publicado em novembro de 2023 tende a mostrar um aumento de nascimentos em estados que proibiram interrupção voluntária da gravidez (aborto) após decisão do Supremo Tribunal Federal em junho de 2022.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Esse estudo está causando um alvoroço nos EUA, já que o debate sobre o aborto tem se intensificado desde que a Suprema Corte do país derrubou o caso Roe vs Wadeem em 2022, decisão essa que abriu o caminho para a legalização do aborto no país em 1973.

De acordo com dados coletados pelos Centros de Controlo de Doenças (CDC) e publicados em novembro passado, “durante os primeiros seis meses de 2023, os nascimentos aumentaram, em média, 2,3% nos estados que impuseram a proibição total do aborto, em comparação com aqueles em que o aborto é legal, o que representa em média 32 mil nascimentos.

Para Michael News, pesquisador associado do Charlotte Lozier Institute – o braço de pesquisa da SBA Pro-Life America – a conclusão da pesquisa do CDC, encomendada pelo IZA Institute of Labor Economics, demonstra mais uma vez que “a legislação pró-vida, onde ela existe, leva a um aumento no número de nascimentos. Continuar lendo

BELEZA FEMININA E MODÉSTIA – PARTE 2/2

Esta é a segunda parte de um sermão proferido pelo Pe. Louis Pieronne, FSSPX. O tema específico dessa parte é beleza e adoração. A Primeira Parte pode ser lida clicando aqui.

Fonte: SSPX USA  Tradução: Dominus Est

A riqueza perdida da civilização cristã

A perda dos princípios foi o que provocou a perda dos costumes que os incorporavam. Os costumes podem evoluir e ainda assim expressar as mesmas coisas. O Cristianismo expressou-se de forma diferente no Oriente e no Ocidente. O que preocupa não é a evolução dos costumes, mas a mudança nos princípios que os inspiram. Estamos perdendo os costumes cristãos, e um espírito ateu e materialista está entrando no vazio deixado por eles. Os costumes cristãos nascem do espírito de fé. É de fé vivida. O desaparecimento da moral e dos costumes cristãos equivale ao fato da fé não ser mais vivida. Significa que nossa fé é frágil e está em risco. Devemos apegar-nos firmemente a um estilo de vida cristão: não como uma moda, mas como um espírito que anima os detalhes do quotidiano. O costume dá vida a um princípio e o transmite. É um instrumento e pode ser mudado. Podemos mudar os costumes, mas não os princípios, nem um espírito, porque não mudamos a fé.

Viver o Plano de Deus

Acreditamos que a diversidade da criação é um reflexo das riquezas superabundantes de Deus. Quando Deus se dá na Trindade, Ele se dá perfeitamente e cada pessoa possui todas as qualidades divinas. As três Pessoas são absolutamente iguais. Quando Deus cria, Ele concede um ser limitado, uma medida de qualidades, compartilhadas para a harmonia do todo. As criaturas são desiguais para serem harmoniosas em sua imperfeição. Quanto mais há desigualdade e diversidade, mais qualidades são expressas, e assim o reflexo de Deus se torna ainda mais perfeito.

Deus coloca o reflexo de Suas qualidades mais nobres em Suas criaturas espirituais. Dizem que cada anjo tem uma natureza diferente. O homem também tem um lugar muito especial nesse reflexo de Deus. O Gênesis nos diz que Deus criou o homem à Sua imagem e semelhança. Deus faz da humanidade uma vasta multidão, para que cada indivíduo seja único e a sua vida possa enriquecer a harmonia da criação, expressando um aspecto único dessa mesma natureza humana à imagem de Deus. Continuar lendo

BELEZA FEMININA E MODÉSTIA – PARTE 1/2

Esta é a primeira parte de um sermão proferido pelo Pe. Louis Pieronne, FSSPX. O tema específico desta parte é beleza e modéstia. 

Fonte: SSPX USA – Tradução: Dominus Est

A miséria do homem

Ao falar de modéstia, nossas imperfeitas palavras podem, às vezes, levar a mal-entendidos. É fato que o pecado vem do coração do homem e não do corpo da mulher. É o coração ferido pelo pecado original e sujeito à concupiscência. O corpo feminino é uma obra de Deus, uma maravilha cuja grande dignidade é ser templo da vida. É o lugar onde todos fomos concebidos e carregados. É o lugar onde todos nós recebemos vida. Nunca poderemos ter respeito suficiente pelo corpo da mulher, onde ocorre um mistério tão grande. Não é este corpo que está contaminado, mas a reação da qual ele pode ser o objeto e a ocasião.

Por que, então, pedimos modéstia à mulher? Se este corpo é bom, por que ela o esconderia? Porquê dar-lhe a falsa impressão de ser uma fonte de corrupção, acusando-a de manchar os outros? Para compreender a situação da natureza decaída e as suas exigências, devemos considerar o plano de Deus.

O Plano de Deus

Deus semeia reflexos de Suas próprias perfeições ao longo de Sua obra, distribuindo entre Suas criaturas todas as qualidades que, de alguma forma, revelam Sua majestade. Há uma qualidade que o homem nunca disputou com a mulher – por mais inclinado que seja a ostentar a sua superioridade em todos os domínios – e essa qualidade é a beleza. Deus deu a beleza à mulher como sua prerrogativa e, como a beleza foi feita para ser contemplada, ela foi ao mesmo tempo um presente para o homem. Esta beleza foi o toque final de Deus na harmonia da criação, levando-a à perfeição. Continuar lendo

FSSPX NO QUÊNIA – UMA BELÍSSIMA PEÇA DE TEATRO INFANTIL SOBRE LEPANTO

Um belíssimo exemplo vindo do Distrito da África. Assistam a emocionante apresentação de teatro interpretada pelos alunos do Colégio da Santa Cruz, da FSSPX no Quênia, sobre a Batalha de Lepanto, em comemoração aos 10 anos de fundação da instituição.

NÃO COLOQUE SUAS ORAÇÕES DE FÉRIAS

ferias

Com as férias, às vezes é difícil cumprir os horários, e a vida de oração pode ser prejudicada.

Fonte: Lou Pescadou n° 201  – Tradução: Dominus Est

Quando estávamos no primeiro ano do seminário, e as férias em família se aproximavam, nossos professores nos advertiam: as férias são um bom teste para mensurar o fervor. Longe da vida comunitária, sem parte dos serviços em comum, pode ser difícil manter uma vida de oração tão fervorosa como no seminário. Esta observação também pode ser feita a vocês, queridos fiéis. Com as férias, às vezes é difícil cumprir os horários, e a vida de oração pode ser prejudicada. Assim, para ajudá-lo a não colocar a oração de férias, gostaríamos de relembrar algumas verdades sobre essa “elevação de nossa alma a Deus”.

A primeira coisa a se convencer é que a oração é necessária. Em outras palavras: não pode não ser. É a respiração da alma. Respiramos para nos mantermos vivos. Rezamos para permanecermos unidos ao Autor da Vida. Entrentanto, uma objeção pode surgir na cabeça das pessoas: mas por que rezar, falar com Deus, fazer pedidos a Ele, já que Ele conhece tudo? O catecismo do Concílio de Trento responde. Ele diz que não somos animais sem razão, e que Deus não é uma abstração, um ser imaginário. É uma Pessoa, é nosso Pai. Portanto, é normal que seus filhos conversem com Ele. É claro que Deus poderia nos atender sem nenhum pedido, sem nenhuma oração. Mas se obtivéssemos tudo sem pedir, acabaríamos nos esquecendo do Deus para o qual fomos feitos. É por isso que Nosso Senhor Jesus Cristo diz: Devemos sempre orar (Lc 18, 1). E acrescenta um argumento decisivo, o da nossa fraqueza: Sem mim nada podeis fazer (Jo 15,5); vigiai e orai para não cairdes em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca (Mt 26,41).

O Papa Pio XII, em um discurso aos pregadores da Quaresma, disse em 1943: Ninguém pode, sem oração, guardar a lei divina por muito tempo e evitar uma falta grave. Porque a oração, diz o teólogo Garrigou-Lagrange, é o meio normal, universal e eficaz pelo qual Deus deseja que obtenhamos todas as graças atuais de que necessitamos. Lembremos que essas graças atuais são ajudas temporárias de Deus, para fazer o bem e evitar o mal. Continuar lendo

PRIMEIRO DOMINGO DEPOIS DA EPIFANIA: PERDA DE JESUS NO TEMPLO (FESTA DA SAGRADA FAMÍLIA)

perda

Acesse a leitura clicando na imagem.

Você pode acompanhar diariamente as Meditações de Santo Afonso em nossa página exclusiva no blog clique aquipelo nossa página no Facebook ou por nosso Canal no Telegram

FIDUCIA SUPPLICANS E A “BÊNÇÃO PASTORAL”

A Igreja deve evitar basear sua prática pastoral na rigidez de certos padrões doutrinários ou disciplinares”.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

1. Essa passagem do número 25 da recentíssima Declaração Fiducia supplicans é apenas uma repetição do princípio fundamental já afirmado pelo Papa Francisco na Exortação pós-sinodal Amoris laetitia. Esse princípio encontra sua justificação no número 8 da referida Declaração, que por sua vez se refere ao número 12 do Novo Ritualpromulgado por João Paulo II em 1985. “As Bênçãos”,diz o documento, “podem ser consideradas como um dos sacramentais mais difundidos e em constante evolução. Eles nos ajudam a compreender a presença de Deus em todos os acontecimentos da vida e nos recordam que, mesmo no uso das coisas criadas, o ser humano é convidado a buscar a Deus, a amá-Lo e a servi-Lo fielmente”. As bênçãos estão “em constante evolução”. Por quê? Porque o seu objetivo é “nos fazer compreender e recordar”… Fazer compreender e recordar: as bênçãos são, portanto, apenas uma linguagem, puros sinais, operando simplesmente com o fim de aumentar a conscientização? Se for esse o caso, é lógico que as bênçãos se adaptam, como qualquer linguagem, à mentalidade daqueles a quem são dirigidas. Porque o essencial, em qualquer trabalho pastoral, é fazer-se compreender. Tudo o mais decorre disso.

2. Em primeiro lugar, para abençoar, segundo o documento, basta ouvir as diversas pessoas “que vêm espontaneamente pedir uma bênção” (n.º 21). Este pedido, por si só, expressa a necessidade “da presença salvífica de Deus em sua história”(nº. 20). Pedir uma bênção é reconhecer a Igreja “como sacramento de salvação” (ibidem), “admitir que a vida eclesial brota das entranhas da misericórdia de Deus e nos ajuda a avançar, a viver melhor, a responder à vontade do Senhor” (ibidem). Em suma, o pedido expressa convicções, mas o que mais? Expressa um desejo de cura, uma resolução eficaz? Ela expressa desejo de uma conversão? O número 21 simplesmente menciona, por parte daqueles que pedem a bênção, “uma abertura sincera à transcendência, a confiança de seu que não depende apenas das suas próprias forças, sua necessidade de Deus e do seu desejo de escapar à estreiteza desse mundo fechado sobre si mesmo.” E sair do pecado? Aparentemente, esse não é o caso aqui. O que não surpreende, já que a bênção é uma escuta, porque, como toda escuta, ela não precisa se preocupar com resoluções efetivas. Ela vem em um momento de esperança e expectativa.
Continuar lendo

FIDUCIA SUPPLICANS, PELO PE. CARLOS MESTRE, FSSPX

Sermão proferido pelo Revmo. Pe. Carlos Mestre, no Priorado S. Pio X de Lisboa, na Vigília de Natal como um comentário à publicação do Vaticano do documento Fiducia Supplicans.

O Comunicado do Superior Geral da FSSPX, Pe. Davide Pagliarani, sobre o assunto e citado pelo Pe. Carlos Mestre no sermão, pode ser lido clicando aqui.

COMUNICADO DO SUPERIOR GERAL DA FSSPX

“Quem me ama observa -e faz observar- meus mandamentos.”

A declaração Fiducia supplians do prefeito do Dicastério para a Doutrina da Fé, acerca da questão das bênçãos para “casais irregulares e parceiros do mesmo sexo”, deixa-nos consternados. Ainda mais porque esse documento foi assinado pelo Papa.

Embora tente evitar qualquer confusão entre a bênção de tais uniões ilegítimas e a do matrimônio entre um homem e uma mulher, essa declaração não evita nem confusão, nem escândalo: não apenas ensina que um ministro da Igreja pode invocar a bênção de Deus sobre uniões pecaminosas; mas invocando-a confirma, de fato, essas situações de pecado.

A invocação expressa em tal “bênção” consistiria simplesmente em pedir para essas pessoas, em um ambiente não litúrgico, que “tudo o que é verdadeiro, bom e humanamente válido em suas vidas e relações seja investido, curado e elevado pela presença do Espírito Santo”.

Contudo, fazer com que pessoas que vivem em uma união fundamentalmente viciosa acreditem que ela possa ser, ao mesmo tempo, positiva e que tenha valores é o pior tipo de engano — e a mais grave falta de caridade para com estas almas desorientadas. É errado imaginar que haja algo de bom em uma situação de pecado público, é erro afirmar que Deus pode abençoar os pares que vivem nessa situação. Continuar lendo

CEMITÉRIO DE FETOS NO VIETNÃ: ABORTO COMO MEIO DE CONTRACEPÇÃO E SELEÇÃO DO SEXO DA CRIANÇA

Vietnam cimetière de foetus

Muitas comunidades católicas vietnamitas mantêm cemitérios chamados “jardins dos anjos” para o enterro digno de crianças não nascidas.

Fonte: Medias Presse Info – Tradução: Dominus Est

Poucos países no mundo realizam tantos abortos como no Vietnã. Em um cemitério de fetos, eles são enterrados para o repouso final. Quase todos são meninas.

O maior cemitério de fetos do mundo está localizado no norte do Vietnã, nos arredores de Hanói, em Soc Son: é o cemitério Doi Coc.

Neste país comunista, interromper uma gravidez nunca foi um tabu.

De acordo com estatísticas governamentais, 500.000 abortos são realizados todos os anos para 2,4 milhões de gestações: um horror institucionalizado em grande escala!

Como não existe uma monitorização sistemática, pode haver mais meio milhão de abortos não contabilizados pelas estatísticas oficiais. Isto elevaria os números para um milhão de abortos, tornando essa a taxa a mais elevada do mundo, segundo a ONG Alan Guttmacher Institute.

Por sua vez, a Associação Nacional de Planeamento Familiar (VINAFPA) estima entre 1,2 e 1,6 milhões de abortos por anop num país que tem cerca de 98 milhões de habitantes. Para efeito de comparação, 104.000 casos foram notificados na Alemanha no ano passado. Continuar lendo

BOLETIM DO PRIORADO PADRE ANCHIETA (SÃO PAULO/SP) E MENSAGEM DO PRIOR – DEZEMBRO/23

Aborto: o que é, fatores de risco, tipos - Biologia Net

Já há séculos que duas cidades entraram em conflito: a cidade de Deus e a cidade de Satanás; a cidade do Bem e a cidade do Mal; uma é a cidade da vida, a outra é a da morte. A luta é terrível, mas sabemos que a cidade de Deus triunfará no final. Nesse meio tempo, vitórias e derrotas se alternam em ambos os lados. E nossa época vive sob o jugo dos inimigos de Deus. Quando recua o reino de Deus, também recua o reino da caridade; ambos são idênticos. O reinado da força bruta está se impondo, e não é bom ser fraco. A cultura da morte que está se espalhando ataca os mais fracos. As crianças, os doentes e os idosos sempre foram objeto da proteção maternal da Igreja. Sem ela, eles estão abandonados aos carrascos. O aborto e a eutanásia são os dogmas do mundo sem Deus. Eles deixam pouca chance de sobrevivência.

Em um artigo de setembro, a Anistia Internacional (uma ONG que promove a defesa dos ditos direitos humanos e faz campanha especificamente para a abolição de todas as leis contra o aborto) publicou a seguinte manchete: “O Brasil pode ser o próximo país a dar um passo à frente na garantia do direito ao aborto”. Na cidade de Satanás, a morte é um progresso e o aborto é um direito; aqueles que se opõem a ele são “atores anti-direitos”. Para os discípulos do Príncipe das Trevas, os direitos humanos tomam o lugar dos direitos de Deus. Para nós, prevalece a lei de Deus: “Não matarás”. Esse preceito se aplica naturalmente aos inocentes. Deus nunca proibiu a autodefesa, seja ela pessoal ou pública (guerra e pena de morte). O essencial é exercê-la com justiça e prudência. O inocente pode até ser sacrificado indiretamente. Um piloto de guerra pode destruir uma ponte mesmo que haja pessoas inocentes nela. Uma mulher grávida pode salvar sua vida tomando um medicamento que terá o efeito colateral de matar seu filho. Esses casos específicos são autorizados somente se o efeito principal for bom, se o efeito ruim for secundário e indireto, e não for a intenção principal da pessoa que o causou. Por outro lado, matar diretamente uma pessoa inocente é sempre gravemente ilícito. Por exemplo, não se pode matar diretamente uma criança para salvar sua mãe. Se pode optar por salvar um ou outro. Nenhum dos dois pode ser morto diretamente. Continuar lendo

A COMUNHÃO AOS DOENTES

A Eucaristia chega àqueles que não podem ir a ela. 

A visita domiciliar do padre proporciona verdadeiro conforto moral e espiritual aos doentes.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Frequente nos primeiros séculos do Cristianismo, a prática da comunhão sacramental evoluiu largamente ao longo do tempo antes de encontrar nova relevância com o Papa São Pio X.

Nos séculos VII e VIII, tanto no Ocidente como no Oriente, os cristãos mais praticantes limitavam-se em comungar três vezes por ano: na Páscoa, no Pentecostes e no Natal. Em 1215, o IV Concílio de Latrão chegou a impor a obrigação da confissão anual e da comunhão pascal. É compreensível que, nessas condições, os indivíduos saudáveis se absterem de comungar, apenas os moribundos recebiam o viático.

Na França, durante o renascimento espiritual e pastoral que marcou o século XVII, o conforto moral dos enfermos tornou-se prioridade à comunidade paroquial. O Ritual, promulgado pelo Papa Paulo V em 1614, oferecia uma forma litúrgica bem desenvolvida para a visita aos enfermos. Os padres tinham a preocupação de permitir-lhes comungar pelo menos na Páscoa, mas nas paróquias mais observadoras prevalecia o costume de visitar metodicamente todos os doentes, três ou quatro vezes por ano, raramente mais, para confessá-los e dar-lhes a Eucaristia. Como o Ritual nos lembra (título 4, capítulo 4, nº 3), o pároco deve exortar os doentes a receberem a Sagrada Comunhão, especialmente nas proximidades de uma grande Festa, e não deve se recusar a cumprir ele mesmo esse serviço. Continuar lendo

CANADÁ: POSSÍVEL LEGALIZAÇÃO DO SUICÍDIO ASSISTIDO PARA VICIADOS EM DROGAS

De acordo com o Daily Mail, uma mudança na legislação do país sobre o suporte médico à morte está planejada para março de 2024. Prevê-se que pacientes que sofrem de problemas de saúde mental, incluindo dependência de drogas, possam solicitar o suicídio assistido.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Nos próximos meses, uma Comissão Parlamentar especial analisará a medida antes da sua implementação, após divergências de opinião entre os partidos políticos do Canadá. Mais de 10.000 canadenses foram submetidos à eutanásia em 2021, 10 vezes mais do que em 2016, ano da legalização. Alguns eram pessoas que viviam na pobreza e desejavam morrer.

O procedimento para Solicitação de Morte Assistida (SMA) começa com o download de um formulário online. O solicitante responde a uma série de perguntas e assina, juntamente com testemunhas. Em seguida, um médico telefona e vai até a residência. Caso o pedido seja aprovado por dois médicos diferentes, a pessoa deverá aguardar 90 dias, após os quais um médico poderá administrar a droga letal por injeção.

Atualmente, pessoas que sofrem apenas de doenças mentais, como depressão e transtornos de personalidade, não são elegíveis para o suicídio assistido.

Uma estrutura para avaliar pessoas com transtornos relacionada ao uso de substâncias para a SMA está sendo discutida em uma conferência científica esta semana. O programa do workshop pretende ensinar os participantes e profissionais de saúde a “diferenciar entre suicídio e um desejo fundamentado de morrer”. Continuar lendo

AJUDEM….AMANHÃ É O ÚLTIMO DIA PARA COMPRAR AS CARTELAS – SUPER BINGO ON-LINE, EM PROL DAS ESCOLAS DA FSSPX NO BRASIL

Bem-vindos ao Super Bingo Online 2023! 

A Segunda Edição do Super Bingo Online acontecerá no dia 21 de Outubro de 2023 às 15:30 de forma online pelo Youtube, canal oficial do Priorado Padre Anchieta (https://www.youtube.com/c/PrioradoPadreAnchietaFSSPX)

Este Bingo foi criado para ajudar na criação e manutenção de escolas verdadeiramente católicas, que são fundamentais para manter a fé das nossas crianças. 

Ao participar, além de ajudar nesta obra, você se diverte e concorre a vários prêmios.

Serão dois Bingos consecutivos e um sorteio no final. 

  • O primeiro Bingo com cartelas VERDES no valor de R$ 15,00 cada ou quatro cartelas por R$ 50,00.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto

  • O segundo Bingo com cartelas AMARELAS no valor de R$ 30,00 cada ou quatro por R$ 100,00. 

Pode ser uma imagem de texto

Para adquirir suas cartelas basta preencher o formulário abaixo, e na semana anterior ao Bingo enviaremos todas elas por e-mail. Atenção, é preciso anexar o comprovante PIX para o envio do formulário.

Antes de preencher o formulário, salve nosso Whatsapp.

ATENÇÃO! NOVO NÚMERO de Whatsapp: (11) 97277-8419

Acesse o Formulário clicando aqui

Clique aqui para baixar um PDF com informações adicionais

BOLETIM DO PRIORADO PADRE ANCHIETA (SÃO PAULO/SP) E MENSAGEM DO PRIOR – OUTUBRO/23

Dia de Nossa Senhora Aparecida: conheça a história da Padroeira do Brasil

Caríssimos fiéis,

Uma criança mal-criada pode tomar água benta e jogá-la em sua irmãzinha. Uma mãe irritada pode usar seu livro de orações para bater em seu filho. Um homem orgulhoso pode dar esmolas para chamar a atenção. Esses exemplos nos mostram que não basta que uma realidade seja boa para que seu uso seja igualmente bom. É por isso, por exemplo, que nossa mãe, a santa Igreja, se esforça, por meio de seus ministros, para nos dar as disposições devidas para receber os sacramentos. Os sacramentos são bons em si mesmos, mas podem ser mal utilizados.

Se, por um lado, quanto se trata dos sacramentos, as disposições devidas são bem conhecidas; por outro lado, quando se trata dos sacramentais ou das várias devoções, elas são muito menos conhecidas.

Antes de mais nada, precisamos distinguir entre o essencial, que é obrigatório, e o acidental ou não essencial, que é opcional. Como sempre, uma comparação entre a vida natural e a vida sobrenatural nos ajudará a entender. Uma mãe alimenta seu bebê recém-nascido imediatamente. Ela não espera que ele expresse seus gostos pessoais. Ela lhe fornece o essencial. Mais tarde, quando a criança tiver adquirido a capacidade de escolher com prudência, ela poderá decidir entre várias boas opções para se alimentar, de acordo com seus gostos, mas também segundo suas necessidades, que podem variar segundo a idade ou o estado de saúde. Da mesma forma, os pais cristãos darão a seus filhos a vida sobrenatural por meio do batismo – o essencial – sem demora. Mais tarde, quando eles tiverem atingido a idade da razão, poderão optar por nutrir a vida da graça em suas almas por meio de devoções – o acidental – que correspondam a seus gostos e necessidades. Continuar lendo

POLÔNIA: APROVAÇÃO DE UMA LEI QUE PROÍBE A EDUCAÇÃO SEXUAL NAS ESCOLAS

O partido Lei e Justiça (PiS), da Polônia, aprovou uma lei que proíbe a educação sexual de menores nas escolas e estabelece penas de até cinco anos de prisão para os infratores.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A lei “Pare a Pedofilia” visa “proteger as crianças da promoção de atividades sexuais entre menores”. Esta proposta proíbe e pune a “corrupção” e a “sexualização” de menores com penas de até cinco anos de prisão.

A lei foi aprovada durante a última sessão da Sejm (Câmara dos Deputados da Polônia) antes de sua renovação, logo após as eleições legislativas. Ela recebeu os votos favoráveis de 243 deputados da maioria e da Confederação Nacionalista (Konfederacja), contra 202 deputados dos grupos de oposição majoritários Coalizão Cívica (KO), Esquerda e Coalizão Polonesa (KP).

O preâmbulo do texto aprovado afirma que “a nova lei protegerá as crianças e os adolescentes contra a depravação e perversão moral que estão se difundindo de forma alarmante por meio da chamada educação sexual”. Continuar lendo

EUGENIA: SELECIONANDO OS EMBRIÕES INTELECTUALMENTE MELHORES?

É possível selecionar embriões com capacidade cognitiva ou intelectiva potencialmente maior? De qualquer forma, é isso que os biólogos estão propondo, o que já é grave em si só. Mas o que é ainda mais grave é que a população mostra-se amplamente favorável, e revela o quão profundamente a mentalidade eugênica penetrou na consciência das pessoas.

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, em janeiro de 2022, revela que a maioria dos americanos não levanta nenhuma objeção moral a uma possível seleção embrionária realizada como resultado de um teste poligênico.

O biólogo Bertrand Jordan explica que uma pontuação poligênica é calculada “pela soma dos alelos de risco detectados no perfil genético da pessoa, sendo atribuído a cada um dos termos um coeficiente que reflete a força de sua associação com a doença e, por conseguinte, a intensidade do risco associado a ela“. Continuar lendo