ESTADOS UNIDOS: UM HOSPITAL CATOLICO CONDENADO POR RECUSAR UMA MUTILAÇÃO

District of Maryland | United States District Court

Um juiz condenou um hospital católico que se recusou a realizar uma histerectomia – remoção do útero – em uma mulher “transgênero”, alegando que se tratava de discriminação de gênero.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Jesse Hammons, uma mulher que se identifica como transgênero, entrou com uma ação juducial contra o St. Joseph’s Medical Center, em Towson, Maryland, alegando ter sidovítima de “discriminação” com base no gênero depois que o hospital se recusou a mutilá-la por meio de uma histerectomia que ela queria se submeter como parte de uma transição de gênero.

A histerectomia estava marcada para 6 de janeiro de 2020, mas dias antes, o hospital católico disse que não realizaria o procedimento médico sob as “Diretrizes dos Serviços de Saúde Católicos” (Catholic Health Services Guidelines – CHSG) promulgadas pela Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos .

Nessas diretrizes, os bispos explicam que “a esterilização direta de homens ou mulheres não é permitida em um estabelecimento de saúde católica”. Esterilização direta significa: motivadas apenas para fins de esterilização e não por uma causa médica, como câncer uterino, por exemplo. A teologia moral chama essa esterilização direta de “mutilação”.

Diante dessa recusa, Jesse Hammons entrou com uma ação contra o hospital, que recebeu o apoio do Centro Nacional Católico de Bioética (National Catholic Bioethics Center – NCBC), que argumentou que “a transição de gênero, seja ela qual for, é inerentemente desordenada”. Continuar lendo

GOVERNO DE JOE BINDEN (EUA) AUTORIZA DROGARIAS A DISPENSAR “MEDICAMENTOS” PARA ABORTOS EM DOMICÍLIO

Estados Unidos – O FDA (Food and Drug Administration) introduziu na terça-feira, 03/01/23, uma mudança regulatória que permitirá que as drogarias ofereçam pílulas abortivas. Grupos pró-vida estão se mobilizando para organizar um boicote às redes farmacêuticas que oferecem esse material abortivo.

Fonte: Medias-Presse-info – Tradução: Dominus Est

No contexto da mudança regulatória, as farmácias que obtiverem a certificação poderão dispensar mifepristona – que é usada, com o misoprostol, em abortos no primeiro trimestre de gestação – diretamente às pacientes que receberem a prescrição de um profissional de saúde certificado, anuncia o laboratório Danco, um dos fabricante da pílula.

A mifepristona é aprovada pelo FDA nos Estados Unidos sob o programa REMS (Risk Evaluation and Mitigation System – Sistema de Avaliação e Mitigação de Riscos). Anteriormente, a mifepristona só podia ser dispensada em clínicas, consultórios médicos e hospitais ou sob a supervisão de um profissional de saúde licenciado.

Enquanto mais e mais estados americanos proíbem ou restringem o aborto, as autoridades federais se precipitam em uma contraofensiva mortal. Continuar lendo

ABORTO: PRINCIPAL CAUSA DE MORTE NO MUNDO EM 2022

Mais pessoas morreram devido aos abortos em 2022 do que de qualquer outra causa. Estatísticas compiladas pelo Worldometer indicam que mais de 44 milhões de abortos ocorreram em todo o mundo no último ano. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima a cifra de 73 milhões.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

O Wordldometer é uma instituição independente que coleta dados de governos e outras organizações e, a partir desses dados, produz relatórios contendo estimativas e projeções.

A instituição baseia seus números em um informativo da OMS, que estima que o número de abortos por ano seja ainda maior que o do Worldometer . “Cerca de 73 milhões de abortos induzidos ocorrem a cada ano em todo o mundo“, diz a OMS.

Se compararmos os números relativos ao aborto com outras causas de morte: câncer, AIDS, acidentes de trânsito e suicídio, os abortos superam, de longe, todas as outras causas.

Em 2022, estima-se que 9,6 milhões de pessoas morreram de câncer, 6 milhões de tabagismo, 16 milhões de várias doenças comuns e 2 milhões de AIDS. As mortes por malária e álcool também são significativas. Continuar lendo

REINO UNIDO: É PROIBIDO REZAR EM CERTOS LUGARES, MESMO EM SILÊNCIO

Tal situação pode parecer improvável ou grotesca, mas não se brinca com a lei. Vejam bem, uma mulher foi presa e acusada de “oração mental” junto a uma clínica de aborto. Podem acreditar.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Isabel Vaughan-Spruce é diretora da March for Life no Reino Unido e voluntária que apoia mulheres em situações difíceis de gravidez. Ela foi detida pela polícia em uma clínica de aborto em Birmingham.

Mais tarde, ela teve quatro acusações contra ela depois de dizer à polícia que “talvez” estivesse rezando silenciosamente quando lhe perguntaram por que ela estava parada em uma via pública perto de uma clínica de aborto.

As zonas de exclusão

Uma lei aprovada pelas autoridades de Birmingham criminaliza aqueles considerados “envolvidos em qualquer ato de aprovação ou desaprovação ou qualquer tentativa de aprovação ou desaprovação” do aborto, inclusive por “meios verbais ou escritos, orações ou conselhos“.

A lei também estabelece zonas de exclusão – Ordem de Proteção do Espaço Público (PSPO, em inglês) – em um raio de 150m ao redor das clínicas de abortos. Notavelmente, a Sra. Vaughan-Spruce foi acusada de ter violado esta ordem. A polícia só se interessou por ela após uma denúncia de alguém que achava que ela estava rezando em silêncio. Continuar lendo

ESPANHA: CONGRESSO APROVA LEI QUE REDUZ PARA 16 ANOS A IDADE PARA O ABORTO SEM O CONSENTIMENTO DOS PAIS

A reforma da legislação sobre o aborto deu seu passo mais decisivo na quinta-feira, 17 de dezembro. Ela autoriza a realização de abortos em meninas a partir dos 16 anos sem a autorização dos pais.

Fonte: Médias-Presse-Info – Tradução: Dominus Est

A aprovação da chamada Lei Orgânica sobre Saúde Sexual e Reprodutiva e Interrupção Voluntária da Gravidez ainda deve tramitar no Senado, onde deverá ser ratificada, para entrar em vigor.

190 deputados (do PSOE, United We Can, ERC, PNV, EH Bildu, Más País e Compromís) votaram a favor desta reforma mortal, enquanto 154 votaram contra (do PP, Vox, Ciudadanos e Navarra Suma). Houve cinco abstenções.

A reforma também suprime o período de reflexão de três dias entre a decisão de abortar e a data do aborto, que existe atualmente, bem como a obrigação de receber informações sobre os recursos e auxílios disponíveis caso a gravidez continue. Por outro lado, será criado um cadastro de profissionais que não queiram realizar abortos, fazendo alusão à sua objeção de consciência.

A lei excluirá os médicos contrários ao aborto das comissões clínicas que intervêm para confirmar ou não a doença grave ou incurável do feto nos casos em que a mãe alegue razões médicas para interromper a gravidez. A reforma proibirá os médicos que expressaram sua objeção de consciência à realização de abortos de avaliar esses casos, bem como aqueles que constam nesses registros de objeção nos últimos três anos.

Os centros de saúde e centros de serviços de “saúde sexual e reprodutiva” distribuirão gratuitamente a pílula abortiva “do dia seguinte”, que até agora só podia ser obtida nas farmácias por cerca de 20 euros.

REINO UNIDO: ABORTO PARA PESSOAS COM SINDROME DE DOWN ATÉ O NASCIMENTO

No início de 2020, Heidi Crowter, de 24 anos, de Coventry, que tem Síndrome de Down, juntou-se a Cheryl Bilsborrow, de Preston, mãe de Hector, de dois anos e que também tem a Síndrome, e lançou uma ação histórica contra o governo britânico sobre lei do aborto que permite que o crime seja cometido contra uma pessoa com Síndrome de Down até o nascimento.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A reclamante, Heidi, que tem síndrome de Down, disse que a lei em vigor a fazia sentir que pessoas como ela deveriam ser “eliminadas”. Ela não descartou levar este caso até a Suprema Corte, dizendo que continuará lutando por sua causa, dizendo que já “informou e mudou o coração e a mente das pessoas, e mudou as opiniões delas sobre a lei.

Heidi então transmitiu uma mensagem comovente aos repórteres: “Atualmente, no Reino Unido, os bebês podem ser abortados até o nascimento se forem considerados gravemente incapacitados. Estou incluído na deficiência grave simplesmente porque tenho um cromossomo extra.”

O que me dizem é que minha vida não tem o mesmo valor que a dos outros e não acho isso justo. Francamente, penso que isso é discriminação.” Continuar lendo

O “SIM” CUBANO AO CASAMENTO PARA TODOS

Com quase 67% dos votos a favor, os cubanos disseram um massivo “sim” à reforma do Código da Família, tornando a ilha o 34º país a aprovar o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo.

Fonte: DICI -Tradução: Dominus Est

Será que a inebriante fumaça dos famosos Habanos teria virado tanto a cabeça dos eleitores cubanos? O certo é que o referendo que visa promulgar um novo Código da Família – o mais progressista já visto na ilha – obteve 66,87% dos votos favoráveis, segundo os resultados finais anunciados a 26 de setembro de 2022 pelo Conselho Nacional Eleitoral.

A participação também foi massiva, atingindo 74,01% dos registrados.

O novo código – que revoga o precedente de 1975 – agora legaliza o “casamento” entre pessoas do mesmo sexo, autoriza a adoção pelos mesmos e dá luz verde à barriga de aluguel (GPA) para todas as duplas.

O texto, amplamente apoiado pelo governo, agora define o “casamento” como “a união entre duas pessoas“, e introduz a possibilidade de reconhecimento de pais e mães que não sejam os pais biológicos.

A justiça foi feita. […] Trata-se de liquidar uma dívida a várias gerações de cubanos, cujos projetos familiares aguardam há anos por esta lei”, regojizou Miguel Díaz-Canel, chefe de Estado cubano. “De agora em diante seremos uma nação melhor”, acrescentou. Continuar lendo

A MORTE CEREBRAL É REAL E PROPRIAMENTE UMA MORTE?

Alguns cirurgiões apressam-se em remover órgãos vitais de um doente em coma, enquanto a morte deste não é certa.

Fonte: Courrier de Rome n° 648 – Tradução: Dominus Est

Há algumas semanas, o Parlamento Federal Suíço aprovou um projeto de lei que visa estabelecer o princípio do consentimento presumido para doação de órgãos. O principal problema com esta lei diz respeito à doação de órgãos necessários à vida. Para transplantar estes órgãos, é necessário, com efeito, que estes estejam vivos e, portanto, o doador deve estar vivo no momento de serem removidos. Uma comissão foi formada para lutar contra esse projeto de lei e foi lançado também um referendo que deve recolher 50.000 assinaturas até o dia 20 de janeiro. As reflexões que se seguem podem contribuir para legitimar esta iniciativa, aos olhos da justa razão.

– PARECE QUE SIM

1. Os argumentos a favor da morte encefálica podem ser reduzidos a três tipos.

2. Argumento da eficiênciaa falência cerebral irreversível significa a morte, por isso ela faz com que seja possível o transplante de órgãos. Todo o objetivo do argumento consiste em encurralar o oponente em um dilema. Ou a falência cerebral irreversível é a morte ou não é. 

No entanto, se não for, as consequências são inaceitáveis:

a) o transplante de órgãos torna-se impossível (com tudo o que essa impossibilidade receberá de aparentemente odioso, injusto, revoltante, tanto emocional quanto intelectualmente);

b) a perda radical das funções vitais, tal como observada pelo mais rigoroso exame médico, é reconsiderada, uma vez que se considera ainda vivo um sujeito cujo princípio vital está obliterado; 

O que significa que ela é.

3. Argumento da cientificidaderetoma a alínea “b” do argumento anterior para apresentá-lo numa perspectiva aparentemente neutra e desinteressada de qualquer consequência prática. A morte é o que o médico observa cientificamente com base em elementos suficientemente conclusivos. Ora, a falência cerebral irreversível é o elemento que, tal como cientificamente observado pelo médico, representa o elemento suficientemente conclusivo da morte. Portanto, a observação médica da falência cerebral irreversível é a observação da morte.

4. Argumento legal/jurídicoeste é o argumento da autoridade. A lei e a política decidem definir a morte como falência cerebral irreversível(1). O Vaticano e as atuais autoridades religiosas decidiram finalmente validar esta definição(2). Continuar lendo

É PECADO MORTAL VOTAR EM UM CANDIDATO PRÓ-ABORTO?

Aborto: “Meu corpo, minhas regras”, mas e o corpo do bebê?

O ato de votar pode ser um ato virtuoso mesmo nas nossas democracias liberais, nas quais muito do sistema se opõe não apenas à nossa Santa Religião, mas até mesmo ao Direito natural em si. Porém, para um voto ser um ato virtuoso, ele deve ser direcionado ao seu fim, a saber, o bem comum. Consequentemente, é um pecado mortal votar em um candidato indigno, pois a escolha de um candidato cuja vida ou política é imoral é uma cooperação ilícita ao advento de um mal grave à sociedade. Não há a menor dúvida de que o aborto, o assassinato de inocentes, é um dos maiores males que afligem a sociedade moderna, e que esse pecado está clamando aos Céus por vingança. Consequentemente, não pode haver nenhuma justificativa para votar em algum candidato que seja pró-aborto ou tolerante ao aborto de algum modo.

Surge a questão, porém, de se poderia haver razão suficiente para votar em um candidato que tolera alguns abortos, por exemplo, para evitar um grave mal maior, como no caso de tentar derrotar um candidato que seja a favor de casamentos homossexuais ou que ativamente promova o aborto ou algum mal maior, como guerras injustas.

Os teólogos respondem que o ato de votar é uma cooperação material no mal que esse candidato pode causar e não necessariamente uma cooperação formal (cf. Prummer, III, §604). Isso significa que a pessoa que vota não necessariamente é diretamente responsável pelo que um mau candidato faz uma vez eleito, ainda que se tenha previsto que ele faria algumas más obras. Nesses casos de cooperação material, a Igreja permite a aplicação do princípio do voluntário indireto. É permitido, pois o ato de votar em si não é mal, e o fim é bom, a saber, evitar um mal maior. Porém, deve haver uma razão grave apta a justificar essa cooperação material, e todo tipo de escândalo precisa ser evitado. Esse poderia ser o caso, por exemplo, de uma pessoa que vota em um protestante cuja plataforma esteja, de modo geral, de acordo com o Direito natural, mas que pode ter alguns princípios equivocados acerca do divórcio ou do financiamento das escolas católicas ou sobre alguma outra questão. Nesse caso, seria permitido escolher o mal menor e votar em um candidato que não é inteiramente bom sob a condição de que haja uma razão muito grave, a saber, evitar um mal maior. Continuar lendo

RUMO AO SUICÍDIO (LEGAL) ASSISTIDO

Anunciado, com grande apoio de pesquisas que mostram uma aprovação quase geral dos franceses, o suicídio assistido está em discussão na Assembleia Nacional. Eis duas reflexões não exaustivas sobre o assunto.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Suicídio assistido, um pecado grave contra o quinto mandamento

Em primeiro lugar, vamos qualificar moralmente o suicídio assistido. O requerente comete suicídio mesmo que ele mesmo não faça o gesto assassino porque a intenção de matar é dele. Santo Agostinho resolve a questão de maneira sucinta ao apontar que quem comete suicídio mata um homem e, portanto, viola o quinto mandamento. Sua própria vida, recebida de Deus, não lhe pertence e ele não pode dar fim a ela como quiser.

O assistente não pode se esconder atrás do pedido do solicitante. Ele é, certamente, seu instrumento…um instrumento consciente e livre, responsável por seu ato. Ele é, dessa forma, um colaborador formal (compartilha a intenção do ator principal) no crime de homicídio e comete, também, um pecado grave.

Habituar as mentes às mortes programadas

Minha primeira reflexão denunciará essa insistência em oferecer assistência a essas pessoas que querem acabar com suas vidas, o que leva a impor ao próximo um fardo moral insuportável; pois não é fácil participar ativamente, mesmo a pedido dele, da morte de alguém! De um modo geral, as pessoas que põem termo à sua vida, são culpadas por certo egoísmo, pois não levam em conta o mal que causam aos que os circundam, desaparecendo e deixando-os sozinhos para enfrentar as dificuldades das quais quiseram escapar. E é ainda mais egoísta pedir a alguém próximo para participar do seu suicídio. Continuar lendo

HÁ UM CORAÇÃO QUE BATE

C’è un cuore che batte.

Fonte: Radio Spada – Tradução: Dominus Est

A lei húngara que obriga os médicos a fazer as mulheres que estão prestes a recorrer ao aborto à ouvir os batimentos cardíacos do feto suscitou reações diversas.

Em breve isso acontecerá também na Itália ”, alguns já temem. Talvez…e seria apenas uma gota no mar do mal sobre o qual flutua o aborto estatal: mas nossas feministas podem ficar tranquilas, pois Giorgia Meloni(*) declarou repetidamente que não quer tocar na lei 194 (da Italia), e o mesmo acontece com Matteo Salvini(*) (que, pelo menos, deu crédito às atividades dos Centros de Ajuda à Vida que, desde 1978, salvaram 240.000 crianças e tantas mães do aborto, muitas vezes com meios muito limitados e graças apenas e somente ao voluntariado). Não se preocupe, portanto: aqueles que são majoritariamente suspeitos de querer fazer algo para proteger os nascituros lavaram serenamente as mãos.

Mas voltemos a nós: se um coração bate, qual é o problema?

Os que falam em “crueldade” ao ouvir os batimentos cardíacos e apresentar as funções vitais do nascituro, o que quer exatamente? Existem duas hipóteses: a) a mãe que pede o aborto não sabe o que está fazendo e poderia, assim, ter consciência do ato; b) a mãe que pede o aborto sabe exatamente o que está fazendo e “ter a certeza” da vida do nascituro poderia torná-la plenamente consciente das implicações morais de seu gesto. Em ambas as hipóteses, o problema é, na realidade, apenas um e é chamado de consciência, que é o que nos distingue dos animais.

Toda a ideologia abortista ataca e fere a mulher nas profundezas de sua natureza, faz dela algo que ela não é e as mães que caíram na armadilha do aborto estão bem cientes disso: trata-se de uma mentira oculta pelo medo e que emerge tremendamente no momento em que medo se dissolve. Ora, não permitir que a gestante tome plena consciência da humanidade do concebido, do ser semelhante a ela, mas completamente indefeso, é um ataque violentíssimo à dignidade da mulher: significa escondê-la da realidade, tratando-a como uma pessoa inapta a entender o significado de suas próprias ações. Continuar lendo

PESQUISADORES ISRAELENSES REVELAM TERRÍVEL PLANO PARA CRIAR EMBRIÕES PARA EXTRAÇÃO DE ORGÃOS

A Renewal Bio, uma empresa de biotecnologia sediada em Israel, está entrando no mundo de Frankenstein com uma nova proposta de colheita embriões humanos “sintéticos”.

Fonte: Media-Presse.Info – Tradução: Dominus Est

Em 2005, Hollywood lançou um filme chamado The Island (A ilha), uma história distópica sobre um grupo de pessoas que vivem suas vidas estritamente regimentadas. A história gira em torno de um trabalhador chamado Lincoln Six Echo que, através de uma série de coincidências, descobre a terrível verdade sobre a situação em que vive e o destino que ele e seus concidadãos enfrentam: eles são clones criados com o propósito de lhes extraírem órgãos caso aqueles que pagaram por sua criação precisarem deles. Eles são seres humanos, sim, mas o único propósito de sua existência é fornecer órgãos e partes do corpo para reposição.

Alguns anos atrás, um líder pró-vida observou, em uma entrevista, que o filme continha mensagens inerentemente anti-aborto. Em última análise, A Ilha também pode ser considerada profética. A empresa de biotecnologia Renewal Bio, com sede em Israel, espera criar embriões humanos “sintéticos” com o objetivo explícito de extrair seus órgãos tanto para transplante quanto para o tratamento de infertilidade, envelhecimento e doenças genéticas. De acordo com o New York Post, a Renewal Bio “afirmou ter usado com sucesso avançada tecnologia de células-tronco e úteros artificiais para criar embriões de camundongos que continuaram a se desenvolver por vários dias “. Continuar lendo

FINALIZANDO O MÊS, UMA SELETA DE NOSSOS POSTS DE AGOSTO/22

OMS ANUNCIA PLANO PARA PROMOVER IDEOLOGIA DE GÊNERO

A AJUDA DA FAMÍLIA NO DESPERTAR DAS VOCAÇÕES

ATENÇÃO – MAIS CURSOS DA FSSPX A DISPOSIÇÃO: OS SANTOS PADRES E J. R. R. TOLKIEN

O QUARTO

QUE VIDA CRISTÃ?

13 DE AGOSTO EM FÁTIMA: A APARIÇÃO QUE A MAÇONARIA QUERIA EVITAR

SERMÃO DE D. LEFEBVRE POR OCASIÃO DA FESTA DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

15 DE AGOSTO: RECORDAÇÃO DO MILAGRE DO PAPA PIO VII

TOMADA DE BATINA NO SEMINÁRIO NOSSA SENHORA CORREDENTORA – 2022

ARGENTINA: CATOLICISMO EM DECLÍNIO ACENTUADO

O RITUAL MAÇÔNICO INICIA-SE PELO ORGULHO

O RITO NÁUTICO

SANTO AGOSTINHO: OS GOVERNANTES DEVEM SERVIR A DEUS, DEFENDER A VERDADEIRA RELIGIÃO E PUNIR OS HEREGES

OMS ANUNCIA PLANO PARA PROMOVER IDEOLOGIA DE GÊNERO

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou recentemente que está atualizando seu manual sobre “a integração da perspectiva do gênero” com base no princípio de que “a identidade de gênero existe em um continuum e que o sexo não se limita a homens ou mulheres”.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A OMS indica que está atualizando este manual “à luz de novos dados científicos e avanços conceituais sobre gênero, saúde e desenvolvimento”.

O manual será atualizado em colaboração com o Instituto Internacional de Saúde Global da Universidade das Nações Unidas, e um período para comentários e contribuições será aberto durante o verão e o outono de 2022.

De acordo com a descrição do projeto compartilhada pela OMS, muitas questões polêmicas já foram implementadas, incluindo um segmento sobre “interseccionalidade” – também conhecido como sobreposição parcial – entre diferentes tipos de identidades de acordo com dinâmicas de poder, todas inspiradas em estudos feministas influenciados pelo existencialismo e marxismo. Continuar lendo

ABORTO, O GRITO SILENCIOSO

OS PECADOS QUE CLAMAM VINGANÇA AO CÉU

A DESCRIMINALIZAÇÃO DO ABORTO – CRIME QUE CLAMA VINGANÇA AO CÉU

HOMEM DESDE O MOMENTO DA CONCEPÇÃO

ABORTO E CONTRACEPÇÃO – VÍDEOS DA FSSPX PORTUGAL

SOBRE O QUINTO MANDAMENTO, ABORTO E PENA DE MORTE

SACERDOTE: DEPOIS DE SER ABUSADA, MINHA MÃE NÃO ABORTOU, PERDOEI E CONFESSEI O MEU PAI

ELE FOI CONCEBIDO EM UM ESTUPRO E HOJE É UM SACERDOTE

DOCUMENTOS/TESES/CONFERÊNCIAS SOBRE AS FALÁCIAS DO ABORTO – PARA DOWNLOAD

************************************

PARA MAIS NOTÍCIAS E TEXTOS DE NOSSO BLOG SOBRE O ABORTO, CLIQUE AQUI.

O HOMEM É UM ANIMAL POLÍTICO

Enluminure du XVe s. ornant une traduction française de la Cité de Dieu de saint Augustin, réalisée sur les instructions de Robert Gaguin, général de l'ordre des trinitaires († 1501) par Maitre François. Source : BNF - Cette partie inférieure représente la cité terrestre où sont mêlés les sept péchés capitaux et les vertus contraires : orgueil & humilité, luxure & chasteté, gourmandise & sobriété, avarice & libéralité, paresse & diligence, colère (ire) & patience, envie & miséricorde

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Caros amigos e benfeitores,

O homem é um animal político.

Esta frase de Aristóteles, que Santo Tomás de Aquino repete frequentemente, significa que o ser humano não é, de modo algum, um átomo isolado, uma “mônada” que não tem qualquer relação com ninguém. Pelo contrário, o homem só existe dentro de um campo de relações humanas que o constituem e lhe permitem evoluir, progredir.

Na linha de frente dessas relações constitutivas de um ser humano estão, obviamente, seus pais, sem os quais ele simplesmente não existiria, mas também sem os quais não seria alimentado, vestido, cuidado, tratado, ensinado, educado, protegido, etc. Sobre o pequeno ser que acaba de nascer, mas que morreria rapidamente se fosse entregue à sua sorte, se debruçam boas fadas auxiliadoras, que constituem a sociedade familiar.

Contudo, os bens úteis e necessários ao ser humano são tão numerosos e variados que a sociedade familiar, por mais útil que seja, não é suficiente para fornecê-los à criança de modo certo e regular. Entre alimentação, vestuário, cuidados médicos, linguagem, aprendizado da vida, confecção de utensílios, habitação, o parentesco, mesmo estendido aos antepassados, tios e tias, primos, muitas vezes será incapaz de fornecer ao pequeno tudo o que ele precisa. E é por isso que as famílias são auxiliadas em suas tarefas por diversas estruturas, como o comércio, empresas, associações, etc. Continuar lendo

UM NOVO CENÁRIO PARA CONTRIBUIR COM O DESPOVOAMENTO: AS CRIANÇAS VIRTUAIS VIA METAVERSO

Fonte: Media-Presse.Info – Tradução: Dominus Est

A descrição do futuro que nos está sendo preparada torna-se cada vez mais abominável.Recentemente, toda a imprensa britânica tem dado grande importância às palavras de Catriona Campbell, especialista britânica em inteligência artificial. Ela tem a sua pequena ideia para contribuir com o despovoamento mundial: o desenvolvimento de “crianças virtuais”!

De acordo com Catriona Campbell, que acaba de publicar um livro sobre o assunto, espera-se que bebês gerados por computador, que custam cerca de US$ 25 por mês, se tornem comuns no início dos anos 2070.

Palavras absurdas de uma amante de ficção científica? Seria um erro subestimar esse novo perigo que ela anuncia como um benefício. Além de sua experiência em Inteligência Artificial, Campbell também é uma das principais autoridades em tecnologias emergentes e disruptivas e ex-conselheira do governo britânico. Segundo ela, até 2070, a realidade aumentada e as luvas hápticas “sensíveis ao toque” tornarão a experiência potencialmente “realista”. Continuar lendo

PROVOCAÇÃO ANTI-CRISTÃ – EMBAIXADA DOS EUA JUNTO À SANTA SÉ EXIBE NOVAMENTE BANDEIRA LGBT PARA O MÊS DO “ORGULHO”

Fonte: Media-Presse.Info – Tradução: Dominus Est

A Embaixada dos Estados Unidos junto a Santa Sé quis, mais uma vez, ofender os católicos fiéis aos ensinamentos da Igreja Católica sobre a moral e afixou a bandeira do arco-íris LGBT em apoio ao chamado “mês do orgulho“.

A Embaixada dos EUA junto a Santa Sé celebra o #PrideMonth com a Bandeira do Orgulho hasteada durante o mês de junho“, twittou a embaixada em uma extensão do apoio do governo Biden aos “direitos LGBTQI+”.

A embaixada já havia hasteado a bandeira do arco-íris para o “Mês do Orgulho” em junho de 2021 e publicou, repetidamente, mensagens nas redes sociais apoiando o movimento LGBT sob o governo Obama.

No ano passado, o secretário de Estado Antony Blinken autorizou as embaixadas e consulados americanos a hastear a bandeira LGBT no mesmo mastro da bandeira americana. O governo Trump, sob a direção do secretário de Estado Mike Pompeo, tinha proibido as missões diplomáticas americanas de fazê-lo, embora os símbolos LGBT sejam permitidos dentro das embaixadas. Continuar lendo

DISPARAM OS NÚMEROS DE EUTANASIAS NA BÉLGICA

Os números oficiais da eutanásia declarados na Bélgica para 2021 acabam de ser publicados e são significativamente superiores aos do ano anterior. Estas estatísticas são preocupantes, quando se estima que entre 25 a 35% dos suicídios assistidos não são declarados.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A vida parece ter um preço cada vez menor nos Países Baixos, se acreditarmos nos números publicados em 31 de março de 2022 pela Comissão Federal de Controle e Avaliação da Eutanásia (CFCEE), que recenseia – há alguns anos – o número de suicídios assistidos legalmente declarados.

Assim, em 2021, 2.699 pessoas que cumpriram os critérios estabelecidos pelo legislador puderam ser ajudadas a pôr fim às respectivas vidas: um aumento de 10,39% em relação ao ano anterior, quando foram registradas 2.445 eutanásias.

Os cientistas acreditam que estes números devem ser aumentados de 25 a 35% se levar em conta as eutanásias não declaradas, que ainda são muito numerosas. Continuar lendo

O SINAL DA BESTA

CITAÇÕES SOBRE O ANTICRISTO | DOMINUS EST

O que se segue é a transcrição de um sermão proferido pelo Revmo. Pe. Gabriel Billecocq, FSSPX, na St. Nicolas-du-Chardonnet, a principal igreja da nossa Fraternidade em Paris. É um texto muito equilibrado, uma advertência salutar para evitar os excessos na qual podemos nos inclinar nestes tempos difíceis e um lembrete ainda mais salutar de que devemos permanecer sempre focados na “única coisa necessária”: Deus e Sua vontade.

Fonte: SSPX Great Britain – Tradução: Dominus Est

É uma visão verdadeiramente apocalíptica que a Igreja nos dá hoje no Evangelho, com Nosso Senhor descrevendo o que aparentemente é o final dos tempos – tempos difíceis, dolorosos, cujos dias serão abreviados pelo bem dos eleitos, como nosso próprio Senhor nos diz.

Percebam que todos nós temos uma pequena de curiosidade em saber como essas coisas vão acontecer, como será o final dos tempos, e talvez alguns dos senhores tenham sido curiosos o suficiente para pegar e ler o livro do Apocalipse e tentar adivinhar muito concretamente, muito materialmente, como essas coisas vão acontecer. Os senhores terão lido sobre as famosas bestas e a “marca da Besta”, o sinal da Besta.

Meus queridos fiéis, nossa curiosidade sobre essas coisas tende a ser mórbida. A curiosidade mórbida existe: uma curiosidade que nos atrai mais para o pecado do que para o belo e o bom. Podemos vê-la por nós mesmos – há exemplos ao nosso redor. É triste ver quantos jovens são atraídos por imagens ruins, ao invés de ler o Evangelho ou se interessar pelo que nosso Senhor fez durante Sua vida. E temos que admitir que podemos ser afetados por essa curiosidade mórbida quando pensamos no final dos tempos, imaginando como será o Anticristo, como nascerá, quem será, como seremos capazes de reconhecê-lo, qual será a marca do Anticristo… E sabemos que as pessoas agora estão fazendo todo tipo de especulação sobre essas coisas. Ao mesmo tempo que o Apocalipse diz no que cada um dos eleitos será marcado com o selo de Deus – e eu nunca tive um único fiel que se aproximasse de mim e me perguntasse o que é o selo de Deus. Todos perguntam: “O que é o selo do demônio? Qual é a marca da Besta?” Ninguém pergunta: “O que é o selo de Deus?” Meus queridos irmãos, este é apenas um exemplo de como nossa curiosidade se volta mais facilmente para o que é mau e feio do que para o que é bom e belo, e isso é uma coisa triste. Continuar lendo

ESPANHA VOTA A FAVOR DO CRIME DE “OBSTRUÇÃO AO ABORTO

O Senado espanhol aprovou uma emenda ao Código Penal que prevê penas de prisão aos pró-vida que se encontrarem próximos às clínicas de aborto. Essa medida já havia sido aprovada no Congresso dos Deputados e foi finalmente aprovada, sem alterações, no Senado, em 6 de abril. Ela entrará oficialmente em vigor assim que publicada no Boletim Oficial do Estado (BOE).

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Esta alteração, promovida pelo Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), reforma o artigo 172º-C do Código Penal, que estipula que serão impostas penas de prisão a qualquer pessoa que “a fim de impedir o exercício do direito à interrupção voluntária da gravidez, assedie uma mulher por atos incômodos, ofensivos, intimidatórios ou coercitivos que atentem contra sua liberdade”.

Penalidades semelhantes serão impostas àqueles que interagem com “médicos ou responsáveis ​​por centros autorizados a realizar a interrupção da gravidez com o objetivo de dificultar o exercício da sua profissão ou da sua função”.

As penas incorridas são prisão – de 3 meses a 1 ano – ou prestação de serviços comunitários – de 31 a 80 dias. O tribunal pode proibir pessoas condenadas “de visitar certos lugares [ao redor de clínicas de aborto] por um período de 6 meses a 3 anos“. Especifica-se que “não é necessária a queixa da pessoa lesada ou do seu representante legal”. Continuar lendo

NA ESPANHA, BURGER KING PEDE DESCULPAS APÓS CAMPANHA PUBLICITÁRIA BLASFEMA DURANTE A SEMANA SANTA

Espanha – A rede de fast food Burger King apresentou suas desculpas aos católicos espanhóis após uma campanha publicitária blasfema exibida durante a Semana Santa que parodiava as palavras de Cristo na Última Ceia.

Fonte: Medias-Presse-Info – Tradução: Dominus Est

Tomai e comei dele todos. (Tomad y comed todos de él) Não tem carne”, foi o slogan publicitário exibido durante a Semana Santa para promover a nova linha de opções vegetarianas do Burger King.

As palavras usadas no anúncio eram uma referência direta às palavras de Cristo na Última Ceia: “Tomai e comei dele todos, isto é o meu corpo.

Estas palavras são consideradas particularmente sagradas pelos católicos e são usadas pelos sacerdotes durante a Consagração, a parte da Missa durante a qual o pão e o vinho presentes no altar são substancialmente transformados no corpo e no sangue de Cristo. “Tomad y comed todos de él” são as palavras exatas usadas na tradução espanhola da Missa de Rito Latino.

A campanha do Burger King desencadeou um grande protesto nas redes sociais, com muitos católicos denunciando os anúncios como blasfemos e pedindo boicote à cadeia de fast food, usando a hashtag #boicottBurgerKing. Continuar lendo

UM PASSO À FRENTE NO PROGRESSO…DO GENOCÍDIO DA HUMANIDADE

Fonte: Médias Presse Info – Tradução: Dominus Est

Enquanto as mentes estão ocupadas com a guerra na Ucrânia e o ressurgimento da pandemia do perverso covid, o progressismo continua sua marcha rumo a um progresso cada vez maior. Um progresso sinônimo de aborto, eutanásia,  cultura do cancelamento (cancel culture), redução da população, “fluidez” do gênero, etc..

Assim, – e infelizmente isso não é uma piada de primeiro de abril, mas seria de mau gosto: o Estado de Nova York acaba de aprovar o “aborto” pós-natal, ou seja, o infanticídio. Além disso, essa aprovação foi “ovacionada de pé“, da mesma forma que aqueles políticos “bem-intencionados” fizeram a Zelensky, o comediante-presidente da Ucrânia, durante sua turnê mundial por uma Terceira Guerra Mundial.

Na Califórnia, outro estado progressista nos Estados Unidos, um projeto de lei está em discussão para legalizar a morte de bebês até 6 semanas após o nascimento.

E a OMS, amplamente controlada e condicionada pelo financiamento de multinacionais farmacêuticas e pelas fundações “filantrópicas” dos suspeitos habituais: Fundação Bill e Melinda Gates, não fica de fora neste pântano de horrores: em suas novas diretrizes, a Organização Mundial da Saúde está apelando aos países membros para que revoguem as leis anti-aborto que fixam “limites gestacionais” e que violam os direitos de “mulheres, meninas ou outras pessoas grávidas”(sic!). A OMS também ataca a objeção de consciência. 

Os grupos pró-aborto estão regozijando. 

UCRÂNIA: QUANDO O GOVERNO PEDE ÀS BRUXAS UM RITUAL CONTRA PUTIN

Fonte: Média Presse Info – Tradução: Dominus Est

Aqueles que pensam que a Ucrânia está lutando em defesa do Ocidente cristão contra as hordas bolcheviques terão uma surpresa – e não apenas porque os soldados do Donbass (DNR, LNR) ou dos exércitos russos na ofensiva descobriram altares e atributos satânicos em posições ucranianas abandonadas ou destruídas.

Em 22 de março, um tal Oleksi Arestovitch, companheiro político do presidente ucraniano Zelensky e porta-voz não oficial do governo ucraniano, pediu “às bruxas e magos de Kiev que realizassem um ritual contra Putin ”.

Estes responderam favoravelmente e comunicaram sobre este ritual que aconteceu em 31 de março: “no dia 31 de março, 29º dia lunar, dia de maldições e feitiços, nós, bruxas ucranianas, em cooperação com nossos colegas estrangeiros, faremos um ritual de punição ao inimigo do povo ucraniano, Vladimir Putin […] um primeiro círculo de 13 bruxas foi  reunido e as facas para fazer sacrifícios às forças todo-poderosas estão sendo afiadas ”.

A imprensa ucraniana, leal ao regime de Kiev, publicou orgulhosamente estas declarações.

POLÔNIA E HUNGRIA PUNIDAS POR SUAS POLÍTICAS PRÓ-VIDA

Embora a crise humanitária ligada à guerra na Ucrânia tenha provocado uma crise migratória na qual a Polônia e a Hungria foram os primeiros países a suportar as consequências financeiras, a União Europeia (UE) continua a recusar-se a pagar a ajuda votada para restaurar a economia após a Crise sanitária do Covid-19.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

Retrospectiva

A Comissão Europeia decidiu reter os fundos de ajuda atribuídos à Polônia e à Hungria no ano passado: um montante de 2 bilhões – sob a forma de dívida comum – foi votado para restaurar as economias.

A razão dada para justificar esta retenção é que a Polônia e a Hungria rejeitaram os “valores fundamentais da União Europeia”, relativos ao Estado de direito e não discriminação. Em termos práticos, é uma sanção pela gestão contra o aborto, questões LGBT e certas reformas jurídicas dos dois países (leia aqui um texto sobre o assunto).

No ano passado, a Hungria aprovou uma lei que proíbe a divulgação de propaganda de transgêneros e homossexuais para crianças. Nos últimos anos, quase 100 municípios na Polônia adotaram resoluções que definem o casamento como a união de um homem e uma mulher. Além disso, a Suprema Corte polonesa proibiu o aborto por razões eugênicas. Continuar lendo

PONTO DE VISTA: QUAIS SÃO OS “VALORES DO OCIDENTE” A SE SUSTENTAR CONTRA A RÚSSIA?

O conflito entre Rússia e Ucrânia é apresentado pela grande mídia como uma cruzada pela defesa dos “valores ocidentais”, pela liberdade e pela democracia. Seria o caso então de se perguntar qual a natureza exata desses valores.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

É assim que antes de se unir — eventualmente — a todos os seus contemporâneos, numa vasta unanimidade consensual, Davide Lovat, um leitor do blog do vaticanista Aldo Maria Valli, prefere — de maneira sensata — refletir sobre quais são os valores do Ocidente hoje. Eis as partes principais da sua resposta, tais como elas foram relatadas pelo vaticanista italiano em 1 de março de 2022:

“Quais são os valores do Ocidente hoje? Houve um tempo em que eles consistiam em valores cristãos, mas hoje esses valores foram totalmente deixados de lado e são combatidos sem descanso. Então quais são eles? Tentarei listá-los aqui, adicionando um breve comentário, mas não necessariamente por ordem de importância.

“Então comecemos: há a celebração da memória da Shoah [nota do blog: o holocausto judeu da segunda guerra], o orgulho gay para afirmar socialmente a teoria de gênero, o cientificismo, o positivismo jurídico, o sincretismo religioso, o ecologismo, o imigracionismo para nutrir o multiculturalismo, a libertinagem (isto é, a pornografia, a prostituição, o aborto, a eutanásia, os “baseados” e as drogas), o estatismo elevado à dimensão continental e a cultura do cancelamento ligada ao progressismo ideológico. Continuar lendo

ARGENTINA: UM PARQUE INTER-RELIGIOSO RECEBE A BÊNÇÃO DE FRANCISCO

Em Santiago del Estero, na Argentina, um parque temático ecumênico e inter-religioso foi inaugurado em outubro de 2021.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

O “Parque do Encontro” (Parque del Encuentro) inclui uma igreja católica, uma capela protestante, um templo budista, uma sinagoga e uma mesquita, todos construídos num simbólico abraço fraterno em torno de um “anfiteatro Pachamama“, e dominado por um “obelisco da fraternidade humana”.

O Parque del Encuentro, que se estende por 2,5 hectares e ocupa o local de um antigo jardim zoológico municipal, visa inculcar nas crianças e nos jovens as “virtudes” do diálogo inter-religioso, mas estará aberto a pessoas de todas as idades.

Na Igreja Católica, imagens de afrescos (de Michelangelo) da Capela Sistina serão projetadas no teto, mostrando os estreitos laços que unem esta iniciativa e o Vaticano do Papa Francisco.

Com efeito, segundo o jornalista argentino Lucas Schaerer, “Francisco uniu todas as religiões e é reconhecido entre os líderes religiosos como um irmão mais velho no diálogo inter-religioso que ele vem promovendo antes mesmo de sua eleição”. Este parque representa ainda, segundo este jornalista, “o culto sul-americano da Pachamama, uma expressão da fertilidade da Mãe Terra”. Continuar lendo