OUTRA MEDITAÇÃO PARA O XI DOMINGO DEPOIS DE PENTECOSTES:O SURDO-MUDO E AS CONFISSÕES SACRÍLEGAS

Resultado de imagem para confissões sacrilegasSumário. O surdo-mudo de quem fala o Evangelho é uma imagem daqueles pecadores que por vergonha calam os pecados na confissão e agravam a alma com sacrilégios horrorosos. Meu irmão, se, por desgraça fores do número daqueles infelizes, pede a Jesus Cristo que renove em ti o milagre; e que, para te levar a desatar a língua, te abra primeiro os ouvidos, afim de que compreendas as ilusões do demônio. Reflete que, enquanto estás meditando, tantas pobres almas estão ardendo no inferno, por terem, como tu, calado os pecados na confissão.

*************************

O surdo-mudo de quem fala o Evangelho, é uma imagem daqueles pecadores que por vergonha calam os pecados na confissão e agravam a alma com sacrilégios horrorosos. Para curar semelhantes infelizes e induzi-los a fazerem uma confissão sincera, é necessário que Jesus Cristo, como fez com o surdo-mudo, os tire à parte de entre a multidão de tantos pensamentos mundanos, e que, antes de lhe desatar a língua, lhes abra os ouvidos, afim de que compreendam bem as ilusões do demônio.

Representemo-nos uma pessoa que, cega por alguma paixão, caiu em um falta grave. Afim de que ela não procure recuperar a graça de Deus, o demônio restitui-lhe o pejo, que primeiro lhe tirou para pecar, e diz: “Que dirá o teu confessor, quando ouvir a tua queda? De certo, sabendo a tua fraqueza, t’a lançará em rosto e se irritará”. – Eis aí a primeira ilusão do demônio; eis aí como o lobo infernal agarra as ovelhas de Jesus Cristo pelo pescoço, para que não possam gritar por socorro.

Que dirá o Confessor? Responde: Dirá que sou um infeliz, como são quantos vivem neste mundo, e que estou exposto a cair; dirá que, se pratiquei o mal, fiz também uma ação gloriosa, vencendo a vergonha e confessando sinceramente o meu pecado. Continuar lendo

OTIMISMO NA JUVENTUDE – PALAVRAS DE MONS. LEFEBVRE

Eis algumas palavras do monsenhor Marcel Lefebvre sobre os jovens velentes que escapam da influência do atual ambiente corrompido e que representam uma verdadeira esperança para a Igreja.

Fonte: FSSPX México – Tradução: Dominus Est

Outra razão para o otimismo é o Espírito Santo, que trabalha em tantos jovens como em um novo Pentecostes. Como é possível que tantos jovens, tão bem formados, entusiastas e apaixonados como os outros, entre os que vivem, não se tenham deixado contaminar pela contestação, pelo espírito de rebeldia ou pela busca de prazeres? Como escaparam da influência de um ambiente intelectualmente corrompido e muitas vezes moralmente? Este é claramente o milagre que se manifesta diante de nós de uma maneira cada vez mais evidente. Há grupos de jovens, geralmente universitários ou jovens empregados, seja na França, na Itália ou na América do Sul, que são a verdadeira esperança da Igreja. A imprensa mundial não se ocupa com tais jovens nem com suas atividades. Prefere hippies, os cabeludos e outras espécies de desequilibrados, e também se interessa pelos autênticos anarquistas, como Cohn Bendit e outros parecidos.

Não podemos deixar de comprovar que está surgindo uma nova juventude, diante de outra decadente, desequilibrada, sedenta por rebelião, destruição e contestação. Temos que fazer todos os esforços necessários para sustentar a juventude sã e autenticamente cristã. Dela surgirão cada vez mais numerosas as boas vocações sacerdotais e religiosas e, certamente, também dela emergirão novas fundações cheias de vitalidade à medida que se nutrem nas verdadeiras fontes tradicionais de santidade. Dela sairão as verdadeiras famílias cristãs, sãs ​​e com muitos filhos, e igualmente cidadãos clarividentes, velentess e capazes de fazer valer suas convicções religiosas em todas as esferas da vida individual e social.

De agora em diante, não é mais tempo para compromissos, diálogos de surdos ou mãos estendidas ao demônio; o que existem são crentes e não-crentes, verdadeiros adoradores de Deus e ímpios; aqueles que acreditam numa moral individual, social, econômica e política estabelecida por Deus e procuram submeter-se a ela, e aqueles que inventam uma moralidade a serviço de seus instintos egoístas.

Há de se escolher. Agora, uma juventude mais numerosa do que se pensa já escolheu, como os cruzados de outra época ou como os filhos de São Francisco, confiando na Cruz de Jesus Cristo, pelo qual eles vencerão.

Cartas Pastorais e Escritas – Mons. Marcel Lefebvre +

06 DE AGOSTO: TRANSFIGURAÇÃO DE NOSSO SENHOR

Resultado de imagem para transfigurationHoje comemoramos a Transfiguração de Nosso Senhor.

Tratando desse assunto, Santo Tomás discorre 4 artigos:

Uma Meditação de Santo Afonso de Ligório em relação ao tema pode ser lida clicando aqui.

A CONFISSÃO GERAL

Imagem relacionadaDISCÍPULO — Padre, uma última pergunta. O quê é a Confissão geral?

MESTRE Chama-se confissão geral a revisão de todas as culpas cometidas durante a vida, ou em grande parte dela.

DISCÍPULO — E a confissão geral é necessária?

MESTRE — Para muitos pode ser necessária; para outros é somente útil, enquanto que para alguns é nociva.

DISCÍPULO — Em que caso é necessária?

MESTRE — É necessária quando as confissões precedentes foram sacrílegas ou então nulas.

DISCÍPULO — E quando é que as confissões são sacrílegas? e quando são nulas?

MESTRE — As confissões são sacrílegas quando se calaram propositadamente culpas graves, sabendo que tinha obrigação de confessá-las; ou então quando não sentimos a dor necessária ou não fizemos o propósito de evitar o pecado no futuro. São nulas, quando o penitente ignorava essa falta de dor e de propósito.

DISCÍPULO — Então, quais são os que têm necessidade de uma confissão geral?

MESTRE — Tem necessidade absoluta de fazer uma confissão geral, quem, seja por malícia, seja por vergonha, calou ou negou nas confissões precedentes algum pecado mortal ou então alguma circunstância que muda a espécie do pecado; ou não indicou com precisão o número dos pecados mortais que conhecia bem; ou exprimiu suas culpas ao confessor de tal modo que ele não as compreendeu; ou então o enganou com mentiras graves quando respondeu às suas perguntas. Continuar lendo

PELO TERÇO CONSEGUIA TUDO

Imagem relacionadaO extraordinário devoto de Nossa Senhora, o Santo Cura de Ars, quando desejava um favor do Céu, tomava seu terço e o rezava. E sempre era atendido.

Eis um dos fatos: Certo dia aproximou-se dele um credor a quem devia avultada soma. E queria o dinheiro com urgência. Naquele dia mesmo.

Que fazer? Não possuía nada em caixa. E já chegara a tarde. Como sempre em tais dificuldades, pegou o terço e pôs-se a recitá-lo piedosamente, andando Por um atalho dum bosquezinho. E ainda não terminara a reza, quando ouve uma voz de senhora que o chama:

– Desculpe, senhor Padre, será talvez Vossa Reverendíssima o Vigário de Ars?

– Sim, minha senhora; em que poderia servi-la?

– Tenho um recado a dar-lhe. Entregaram-me esta quantia para que a dê a V. Revma.

– Será, replicou o Santo, para dizer missa?

– Não, pode gastar o dinheiro como melhor lhe aprouver. A pessoa só pede que reze por ela.

O Santo recebeu a importância que foi suficiente para pagar o credor.

*          *          *

Nossa Senhora gosta de que rezemos o terço do santo Rosário. Foi ela quem ensinou aos homens por intermédio de S. Domingos. Muitas vezes o recomendou, principalmente nas aparições em Lourdes, em 1858, e em Fátima em 1917.

Fez ela lindas promessas aos devotos do santo Rosário por intermédio de S. Domingos e do Bem-aventurado Alano de Rocha.

1) A devoção ao santíssimo Rosário é grande sinal de predestinação, (quer dizer que os que o rezam bem e freqüentemente vão para o Céu).

2) Quem reza piedosamente o Rosário e perseverar nessa oração será atendido em suas orações.

3) Os que propagarem meu Rosário serão socorridos por mim em todos os males.

4) O que reza piedosamente o Rosário, meditando os mistérios, converter-se-á, se for pecador.

5) Os que rezam meu Rosário, acharão, durante a vida e a morte conforto e luz.

6) O que se recomenda a mim pelo Rosário não perecerá.

7) Aos que rezam meu Rosário, prometo minha proteção especial.

8) O Rosário é arma poderosa contra o inferno e um escudo invulnerável contra as setas do inimigo.

9) Quem rezar devotamente o Rosário crescerá em graça, se for justo, tornar-se-á digno da vida eterna.

10) Prometo graças de escol aos devotos de meu Rosário.

11) Quero que os que cantam meus louvores pelo Rosário tenham luz, liberdade e plenitude de graças.

12) Os verdadeiros devotos do Rosário não morrerão sem os sacramentos.

13) Sou de modo especial a Mãe dos filhos do Rosário que estão no purgatório; todos os dias liberto alguns.

14) Os verdadeiros devotos de meu Rosário gozarão grande glória no Céu.

Aproveitamos as graças dessas grandiosas promessas da Rainha do Santo Rosário.

Como Maria Santíssima é boa! – Frei Cancio Berri