A CONDENAÇÃO DO MODERNISMO POR SÃO PIO X

Fonte: Permanencia

Apesar dos inevitáveis males que acompanham toda crise, o modernismo foi benéfico ao mostrar-nos um santo e um Papa em ação como nunca se tinha visto na história já maravilhosa da Igreja. São Pio X não só era um santo, mas um Papa santo, algo que o mundo não via há quatro séculos. Embora não ostentasse os títulos nobiliárquicos ou a consumada diplomacia de Leão XIII, São Pio X nada tinha de pequeno cura de aldeia obscurantista, como seus detratores tanto apreciavam descrevê-lo. Em um pontificado de pouco mais de dez anos, em meio às mais perigosas crises que a Igreja atravessava, esse veneziano conduzirá a barca de Pedro com mão de mestre. Será qualificado de retrógrado por ter feito ouvidos moucos às sereias modernistas que preconizavam o «Evangelho puro» e profetizavam que a Igreja deveria mudar ou morrer. E, não obstante, poucos pontífices terão merecido como ele o título de reformador, pelos enormes progressos que fez em campos tão diversos como os estudos eclesiásticos, o direito canônico, a Sagrada Bíblia e a liturgia. 

Não obstante, antes de ser um reformador sem par, foi, primeiramente, um conservador. Sua mais bela insígnia é a de ter prontamente obedecido às exortações imperativas do Apóstolo dos Gentios de guardar fielmente o depósito da Fé contra todas as dificuldades, contra os governos iníquos e contra os modernistas infiltrados dentro da Igreja. A clarividência do supremo médico das almas rivalizou com a segurança e firmeza de sua mão para aplicar o heróico tratamento que produziu a cura. O cardeal Mercier diz elogiosamente de seu Papa: 

«Se, no surgimento de Lutero e Calvino, a Igreja contasse com pontífices da têmpera de Pio X, a Reforma teria conseguido afastar de Roma um terço da Europa Cristã? Pio X salvou a Cristandade do perigo imenso do modernismo, ou seja, não de uma heresia, mas de todas as heresias ao mesmo tempo» 1. 

Essa têmpera, São Pio X a devia à sua fé, tão iluminada quanto a dos melhores teólogos, tão firme quanto a de uma camponesa bretã. Esse santo Papa acreditava que a razão humana é capaz de conhecer a verdade. Cria na historicidade dos Evangelhos. Cria em Jesus Cristo, único Salvador e verdadeiro Deus. Por isso não podia deixar que a lama modernista fizesse tábula rasa da razão e da religião em proveito de uma vaga teoria sem verdade, sem Deus e sem Cristo. 

Loisy é o mestre dessas teorias. Vimos como as autoridades locais, e depois as de Roma, haviam reagido desde os princípios de 1903. Entretanto, os espíritos estavam longe de se acalmar. Não é de estranhar que as autoridades supremas se vissem obrigadas a desferir um grande golpe e travar um duelo mortal contra a apostasia generalizada. Para vermos em profundidade a oposição romana ao movimento, primeiro devemos tentar medir a amplitude e extensão da crise, para depois estudar, com maior riqueza de detalhes, os três documentos pontifícios que se referem à crise, e ressaltar, por fim, a experiência que a Igreja tirou dela.  Continuar lendo

“SOMOS A JUVENTUDE DE DEUS” – A TRADICIONAL PEREGRINAÇÃO DA FSSPX DE CHARTRES A PARIS 2022 É CANCELADA

A edição de 2022 da peregrinação de Pentecostes permanecerá sendo a mais curta já organizada, mas não a menos intensa.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Missa em Chartres e caminhada matinal

Após dois anos privados da Peregrinação, os peregrinos chegaram em Chartres vindos de todas as partes. Pelas janelas de nosso veículo, podia-se ver as torres da Catedral surgirem sob um céu escuro e ameaçador que, no entanto, não abalou o entusiasmo do grupo, ansioso por redescobrir este tempo único que eleva as almas a Deus na oração, na penitência e na amizade cristã. No final da oração da manhã, acrescentamos algumas invocações a Santa Clara para pedir a Deus por um tempo mais misericordioso. Mas sabemos que nossos pedidos em oração são sempre submetidos, implicitamente, à boa vontade de Deus, único mestre dos acontecimentos: “Contudo, não seja como Eu quero, mas como Vós quereis. (Mt 26,39). A Missa foi celebrada em frente à catedral pelo Pe. France, Prior de Nantes. O tempo estava nublado, mas quase não choveu. Em seu sermão, o Pe. France desenvolveu o belo tema da Peregrinação: “Nós somos a juventude de Deus”, expressão que assume sua plena realidade perante milhares de jovens que assistiram à Santa Missa. Primeiro incidente menor: infelizmente o sermão não pôde ser gravado.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A caminhada matinal

Assim que a caminhada começou, as nuvens se dissiparam, o céu clareou, tornou-se azul, revelando um sol radiante. E é, de fato, sob uma magnífica manhã ensolarada que os fiéis percorreram quilómetros a pé, como que para nos deixar desfrutar de um agradável descanso meditando e cantando o nosso rosário antes da tempestade, nesse momento, sem uma única nuvem no céu. No entanto, o céu ficou mais nublado por volta das 14h. Continuar lendo

BOLETIM DO PRIORADO PADRE ANCHIETA (SÃO PAULO/SP) E MENSAGEM DO PRIOR – JUNHO/22

Solenidade da Santíssima Trindade - Vatican News

Caríssimos fiéis,

O mistério da Santíssima Trindade é o mistério próprio do cristianismo. “Ide, ensinai todas as nações, batizai-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo . Tal é a instrução imperativa do Senhor.

Fomos batizados em nome da Santíssima Trindade, como Nosso Senhor nos ordenou. Sentados no colo de nossa mãe, aprendemos a fazer o gesto do sinal da cruz, em nome das três pessoas divinas.

A Trindade é o maior mistério do cristianismo. Para alcançá-lo, devemos elevar-nos acima do mundo material, acima do mundo dos homens, acima do mundo dos espíritos angélicos; devemos penetrar além do tempo, nas regiões insondáveis da eternidade, onde habita a Santíssima Trindade: o Pai eterno, o Filho gerado desde toda a eternidade pelo Pai, o Espírito Santo que procede do Pai e do Filho, eterno como o Pai e o Filho – ou seja, um único Deus, uma única natureza divina em três pessoas distintas, mas iguais em todas as coisas.

Por que Deus nos revelou este mistério? Um mistério que, de qualquer forma, é incompreensível para nós, inacessível pela nossa inteligência? Continuar lendo

MAIS FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A APARECIDA – 21/05/22

50

No dia 21/05, após 2 anos de pandemia, a FSSPX voltou a realizar sua tradicional Peregrinação à Aparecida.

Cerca de 650 fiéis (divididos em 6 grupos) de vários Priorados, Capelas e Missões partiram de Pindamonhangaba para 24Km de caminhada até Aparecida. No caminho, foram cantados vários rosários, músicas piedosas tradicionais e os padres ouviram centenas de confissões.

Já publicamos, anteriormente, algumas fotos (veja aqui) desse maravilhoso dia.

Colocamos agora outras mais, gentilmente cedidas pelo nosso amigo Kauan Rocha. Que Nossa Senhora possa o recompensar de alguma forma.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

FOTOS DA PEREGRINAÇÃO DA FSSPX A APARECIDA – 2022

50No dia 21/05, após 2 anos de pandemia, a FSSPX voltou a realizar sua tradicional Peregrinação à Aparecida.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Cerca de 650 fiéis (divididos em 6 grupos) de vários Priorados, Capelas e Missões partiram de Pindamonhangaba para 24Km de caminhada até Aparecida. No caminho, foram cantados vários rosários, músicas piedosas tradicionais e os padres ouviram centenas de confissões.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No meio da tarde foi celebrada uma Missa solene na quadra de uma escola (cedida pela Prefeitura de Potim), seguida pela renovação da consagração da FSSPX à Nossa Senhora.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ao chegar a Basílica, visitamos nossa Mãe Santíssima e cantamos o Credo nas escadarias (que já ficou pequena para a quantidade de fiéis), reafirmando a fidelidade da FSSPX “à Roma católica, guardiã da fé católica e das tradições necessárias para a manutenção dessa fé, à Roma eterna, mestra de sabedoria e de verdade.

Que, no ano que vem, Ela nos abençoe para estarmos juntos novamente, agradecendo e oferecendo esse grande sacrifício por nossa tão boa Mãe!

Nota do blog: agradecemos de forma especial ao Sr. José Roberto por ter gentilmente cedido as fotos para esse post. Que Nossa Senhora o recompense de alguma forma.

VEJA MAIS FOTOS DA PEREGRINAÇÃO 2022 CLICANDO AQUI

TIME DO REAL MADRID OFERECE SUAS TAÇAS À VIRGEM DE ALMUDENA

real

É tradição que, quando o Real Madrid conquista um título importante, a instituição ofereça o troféu à Virgem de Almudena, padroeira da cidade. Este ano, o clube venceu a La Liga e a Liga dos Campeões, e as ofereceu à Virgem na catedral da capital espanhola.

Fonte: DICI – Tradução: Dominus Est

A tradição foi mantida e a Catedral da Almudena foi a primeira parada do Real Madrid durante sua visita institucional. A equipe ofereceu a 14ª Copa dos Campeões da Europa e o 35º título da Liga à Padroeira de Madrid. Eles foram recebidos pelo Arcebispo da capital espanhola, Carlos Osoro.

Uma vez na igreja, os jogadores foram, um a um, ao altar, enquanto dois deles carregavam o troféu da Liga dos Campeões e o colocavam em um púlpito antes dos discursos. Outros dois jogadores levaram o troféu da Liga.

O Cardeal Arcebispo de Madrid, D. Carlos Osoro dedicou algumas palavras à equipe: “O Real Madrid é a cultura do encontro, de equipe. Agradeço-lhes do fundo do coração por terem levado o nome de Madrid a todos os continentes. Continuar lendo

JUNHO – MÊS DEDICADO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Santa Margarida Maria: A grande mensageira do Sagrado Coração de ...

O SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

AS PROMESSAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

FUNDAMENTOS E PREFIGURAÇÕES DO CULTO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS NO ANTIGO TESTAMENTO

LEGITIMIDADE DO CULTO AO SANTÍSSIMO CORAÇÃO DE JESUS SEGUNDO A DOUTRINA DO NOVO TESTAMENTO E DA TRADIÇÃO

PARTICIPAÇÃO ATIVA E PROFUNDA QUE TEVE O SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS NA MISSÃO SALVADORA DO REDENTOR

EXORTAÇÃO À PRÁTICA MAIS PURA E MAIS EXTENSA DO CULTO AO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

LADAINHA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

FINALIZANDO O MÊS, UMA SELETA DE NOSSOS POSTS DE MAIO/22

NOVENA DAS CRIANÇAS PELAS VOCAÇÕES – DE 5 A 13 DE MAIO

AS SAGRAÇÕES REALIZADAS POR D. LEFEBVRE EM 1988 REPRESENTAM UM ATO DE NATUREZA CISMÁTICA?

IRMÃ ANDRÉ, A RELIGIOSA MAIS VELHA DO MUNDO

O SINAL DA BESTA

DISPARAM OS NÚMEROS DE EUTANASIAS NA BÉLGICA

AS SAGRAÇÕES EPISCOPAIS DE 1988 PREJUDICARAM UM ELEMENTO ESSENCIAL DA FÉ CATÓLICA: A UNIDADE DA IGREJA?

OFICIAL – TERRENO DOADO À MISSÃO DA FSSPX EM RIBEIRÃO PRETO

A ÁGUA BENTA

A GENUFLEXÃO

AS SAGRAÇÕES EPISCOPAIS DE 1988: O DILEMA ECCLESIA DEI

AS SAGRAÇÕES EPISCOPAIS DE 1988: O DILEMA ECCLESIA DEI

As sagrações de D. Lefebvre contra a vontade do Papa constituíram um ato cismático? Foram elas apenas uma desobediência a um preceito legítimo? Por falta das distinções necessárias, a argumentação Ecclesia Dei para afastar os fiéis da Fraternidade São Pio X conduz apenas a um dilema insustentável.

Fonte: La Porte Latine – Tradução: Dominus Est

Essa é a continuação de duas partes anteriores:

PARTE 1: AS SAGRAÇÕES EPISCOPAIS DE 1988 PREJUDICARAM UM ELEMENTO ESSENCIAL DA FÉ CATÓLICA: A UNIDADE DA IGREJA?

PARTE 2: AS SAGRAÇÕES REALIZADAS POR D. LEFEBVRE EM 1988 REPRESENTAM UM ATO DE NATUREZA CISMÁTICA?

***********************

1. Na segunda entrevista, na seção “teologia”, publicada na página de 27 de abril de 2022, do site “Claves.org”, o Pe. de Blignières menciona o estudo apresentado em 1983 a D. Lefebvre pelo Pe. Josef Bisig e retomado após as sagrações de 30 de junho de 1988, sob a forma de um folheto intitulado:  Da sagração episcopal contra a vontade do papa, Ensaio teológico coletivo dos membros da Fraternidade São Pedro(FSSP, Distrito da França, 5, Rue McDonald, 18000 Bourges). Este estudo tinha por finalidade, evidentemente, justificar a posição dos sacerdotes e dos fiéis que se recusaram a seguir D. Lefebvre em sua decisão de prosseguir com as sagrações episcopais contra a vontade do Papa.

2. O principal argumento apresentado por este estudo, e que aparece no parágrafo IV da primeira parte, é que as sagrações episcopais realizadas – não apenas sem a vontade do Papa, mas também e sobretudo contra a sua vontade expressa – são, em si mesmas ou intrinsecamente, um ato mau: “O problema das sagrações de 30 de junho é que elas são contra a vontade explícita daquele por quem toda a jurisdição é dada (principaliter) como a Cabeça visível da Igreja”(1). E este ato é mau, acrescenta o Pe. de Blignières, retomando a substância do estudo do Pe. Bisig, porque prejudica um elemento da fé católica, que é a necessária comunhão hierárquica com os outros bispos católicos, uma comunhão cujo garante é o Bispo de Roma. Mas esse atenta contra essa comunhão por si mesmo ou em seu efeito? É aqui que as inferências dos padres fundadores do movimento Ecclesia Dei podem parecer um pouco precipitadas. Continuar lendo

A GENUFLEXÃO

La génuflexion • La Porte Latine

A igreja na qual entramos é a casa de Deus. Assim, saudemo-Lo com um gesto perfeitamente verdadeiro e próprio.

Fonte: Apostol n ° 157 – Tradução: Dominus Est

A igreja na qual entramos é “a casa de Deus”, não apenas como lugar reservado à sua divina liturgia mas também como lugar da sua residência eucarística. Deus está presente. Saudemo-Lo com um gesto perfeitamente verdadeiro e apropriado: a genuflexão. O liturgista M. Hébert, sacerdote em Saint-Sulpice, escreve: “estar de joelhos ou se ajoelhar é a atitude humilde do suplicante, do pecador arrependido, da criatura perante o seu criador”.

A genuflexão, porém, é mais do que uma atitude: é um gesto litúrgico prescrito pela Igreja. Faz parte de uma lista de reverências, muitas das quais dizem respeito aos clérigos que participam de uma Missa ou de um ofício. Existem inclinações ao celebrante, à Cruz, aos fiéis. Essas inclinações não são todas iguais: existem as profundas (o busto é inclinado), outras simples (só a cabeça é inclinada), outras menores (cabeça e ombros) … A propósito, a genuflexão: dobramos o joelho direito no chão sem inclinar a cabeça. Continuar lendo

A ÁGUA BENTA

Pia batismal – Foto de Igreja Matriz de Cristo Rei, Bento Gonçalves -  Tripadvisor

Adentremos na tradição e na intenção da Igreja, evitando usar a água benta mecanicamente.

Fonte: Apostol n ° 156 – Tradução: Dominus Est

Quando entramos em uma igreja, nosso primeiro gesto é se utilizar da água benta com a qual fazemos o sinal da cruz sobre nós mesmos. Em suma, abençoamo-nos com a água benta.

A água benta é o sacramental básico, por assim dizer. Não contém a graça – como é o caso dos 7 sacramentos – mas é uma prece muito poderosa da Igreja. O seu efeito principal é expulsar os demônios graças aos exorcismos que esta água recebeu, e ao sal que o sacerdote acrescenta durante a sua bênção. A água benta remove, portanto, as perturbações imediatas do demônio, tais como apegos ao pecado, tentações e distrações.

É aconselhável, portanto, utilizar a água benta para estar melhor preparado para honrar o lugar sagrado – que é a igreja, para alí rezar, para assistir os ofícios e receber os sacramentos. Em poucas palavras, a água benta leva-nos do profano ao sagrado. Continuar lendo